Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Circulação na linha do Norte restabelecida nos dois sentidos

Segundo a IP mantêm-se as limitações de velocidade.
Lusa 23 de Dezembro de 2019 às 00:37
Linha de comboio
Linha de comboio FOTO: Getty Images
As condições para a circulação de comboios nos dois sentidos do troço entre Soure e Ameal Sul, na linha do Norte, foram restabelecidas esta noite, mantendo-se as restrições de velocidade, anunciou a Infraestruturas de Portugal (IP).

A circulação dos comboios de longo curso (serviços Intercidades e Alfa Pendular) da Linha do Norte, que liga Lisboa ao Porto, tem estado suspensa devido à subida do nível das águas da Bacia do Mondego que submergiu o troço entre Alfarelos e Ameal Sul, no distrito de Coimbra.

Ao início da tarde, pelas 12h35, fonte da CP-Comboios de Portugal disse à agência Lusa que as condições de circulação neste troço tinham sido restabelecidas, mas condicionada à utilização de uma única via e a um limite de velocidade de 30 quilómetros por hora.

No entanto, fonte da IP adiantou esta noite à Lusa que, pelas 21h00, foram restabelecidas as condições para a circulação de comboios no troço entre Alfarelos e Ameal Sul se efetuar nos dois sentidos, embora se mantenha a limitação de velocidade.

A mesma fonte referiu, ainda, que se mantém a suspensão da circulação ferroviária no ramal que faz a ligação ferroviária entre Alfarelos (Soure) e a Figueira da Foz e na linha do Douro entre Ermidas e Aregos.

A circulação na linha do Douro está interrompida desde as 18h40 de domingo devido ao choque de um comboio regional com uma pedra que se encontrava na via.

Segundo explicou fonte da IP, o choque levou a que um dos conjuntos de rodas (bogie) de uma das composições do comboio se desencaixasse, provocando a sua imobilização.

Entretanto, pelas 23h40, a mesma fonte adiantou que os passageiros que circulavam naquele comboio já foram recolhidos e que se procedia a "obras de reposição do rodado na linha, para que se efetue o seu reboque".

A IP ainda não conseguiu estimar o tempo de permanecerá interrompida a circulação nesta linha.

Os fortes efeitos do mau tempo, que se fazem sentir desde quarta-feira, já provocaram dois mortos, um desaparecido, deixaram 144 pessoas desalojadas e 352 pessoas deslocadas por precaução, registando-se mais de 11.600 ocorrências no continente português, na maioria inundações e quedas de árvore.

O mau tempo provocado pela depressão Elsa, entre quarta e sexta-feira, a que se juntou no sábado o impacto da depressão Fabien, provocou também condicionamentos na circulação rodoviária, bem como danos na rede elétrica, afetando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região Centro.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil, no balanço feito hoje às 20h00, disse que os caudais dos rios estão a "regressar à normalidade", mantendo-se apenas a situação da zona do baixo Mondego, no distrito de Coimbra, como a mais preocupante.

Sul Norte Bacia do Mondego Infraestruturas Soure Coimbra IP Lusa transporte ferroviário
Ver comentários