Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Utentes de lar em Felgueiras abraçam familiares um ano após serem separados pela Covid-19

Com o início da pandemia, os abraços e beijos foram abolidos da sociedade, numa tentativa desenfreada de travar o novo coronavírus.
Aureliana Gomes 6 de Março de 2021 às 11:10
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois
Utentes de lar abraçaram familiares um ano depois

Desde 2020 que abraçar tornou-se praticamente uma miragem. Com o início da pandemia, os abraços e beijos foram abolidos da sociedade, numa tentativa desenfreada de travar o novo coronavírus.

Os utentes dos lares foram os que mais sentiram a falta de afeto e, numa tentativa de colmatar a situação, a Associação para o Desenvolvimento Integra de Barrosas, em Felgueiras, em colaboração com a Câmara Municipal, proporcionou aos utentes um momento de afeto com os familiares.

O momento foi registado e publicado nas redes sociais. "Foi possível concretizar um gesto que estava em suspenso desde março de 2020 - o ABRAÇO - entre os nossos Seniores e seus queridos familiares. Logisticamente, não foi possível com todos, mas esperamos que estes abraços sejam novamente uma realidade para todos, sem excepção", escreveu a instituição, lembrando ainda que "terminámos a semana num lugar onde a palavra "equipa" é segredo para explicar a felicidade de quem lá vive e trabalha". Recorde-se que Barrosas foi um dos locais do concelho de Felgueiras mais fustigado pela pandemia, na primeira vaga.

A situação levou mesmo ao encerramento das escolas do concelho, antes mesmo da decisão ter abrangido o resto do país.

Felgueiras questões sociais saúde doente pandemia covid covid19 covid-19 coronavírus
Ver comentários