Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Governo atualiza norma da vacina Pfizer contra a Covid-19 e intervalo entre doses passa a ser de 21 para 28 dias

Mudança permite mais 100 mil vacinados até ao final de março.
1 de Março de 2021 às 12:45
Graça Freitas, atual diretara-geral da saúde
Graça Freitas, atual diretara-geral da saúde FOTO: Tiago Petinga / Lusa
O prazo entre a toma das duas doses da vacina da Pfizer/BioNtech contra a covid-19 foi alargado de 21 para 28 dias, anunciou hoje o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales.

De acordo com o governante, a alteração do tempo de intervalo vai permitir intensificar o ritmo de vacinação em mais 100 mil pessoas até ao fim deste mês, tendo ainda sublinhado o "amplo consenso técnico" em torno da revisão da norma da Direção-Geral da Saúde sobre esta vacina.

"Queremos dar nota de que foi hoje mesmo atualizada a norma 21 de 2020 da DGS, relativa à vacina da Pfizer, alargando de 21 para 28 dias o intervalo entre a toma da primeira e da segunda dose. É uma decisão com amplo consenso técnico da DGS e do Infarmed e que vai permitir a vacinação de mais 100 mil pessoas até ao final de março", afirmou, numa conferência de imprensa realizada no Ministério da Saúde, em Lisboa.

Quanto aos já vacinados, 70% dos profissionais de saúde e 35 % das pessoas com mais de 80 anos já receberam pelo menos a primeira dose da vacina.

Em Portugal, morreram 16.317 pessoas dos 804.562 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.


Pfizer COVID-19 Governo saúde
Ver comentários