Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Covid-19 já matou 906 residentes em lares portugueses

Região Norte regista 366 óbitos, segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 353.
Rogério Chambel e Luís Oliveira 22 de Outubro de 2020 às 08:26
Redobrar cuidados em lares
Redobrar cuidados em lares
Bombeiros de Alijó
Redobrar cuidados em lares
Redobrar cuidados em lares
Bombeiros de Alijó
Redobrar cuidados em lares
Redobrar cuidados em lares
Bombeiros de Alijó
Já morreram de Covid-19, desde o início da pandemia em Portugal, 906 pessoas residentes em lares - são mais de 40% do total de mortes.

Por regiões, 366 residiam no Norte, 353 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 157 no Centro, 21 no Alentejo e 9 no Algarve. Os últimos dados da DGS apontam ainda para surtos ativos em 129 lares, com 1425 casos entre utentes e 593 em profissionais.

Nos últimos dias sucedem-se os registos de mortes em lares. Quarta-feira, um homem de 94 anos morreu no Lar da Santa Casa da Misericórdia de Oliveira de Frades, elevando para três o número de vítimas de Covid-19.

A instituição regista 69 casos positivos: 48 utentes e 21 funcionários. Também quarta-feira houve registo de mais uma morte em Alcoutim no lar de Balurcos. No fim de semana e na segunda-feira morreram duas utentes.

Também quarta-feira foi evacuado o Lar de Sanfins do Douro, em Alijó, onde se registam 28 casos de pessoas infetadas. A instituição alberga 17 utentes e, desses, 11 estão positivos, a que se somam 17 colaboradores.

Segundo José Paredes, presidente da Câmara Municipal de Alijó, “dos 11 utentes infetados, três estão no hospital”. Os cinco utentes que testaram negativo foram transferidos durante a tarde para a pousada da juventude de Alijó.

A Estrutura Residencial para Idosos São Domingos, em Santarém, registou quarta-feira 26 utentes e nove funcionários infetados. O surto nesta valência da Santa Casa da Misericórdia de Santarém foi detetado através de uma idosa que se deslocou ao hospital da cidade devido a uma fratura numa perna e que acabou por acusar positivo. Os nove funcionários estão em isolamento profilático nas suas casas, ao passo que os idosos que acusaram positivo foram transferidos para outras instalações ao lado do lar de São Domingos.

Entretanto, o número de utentes do lar Mansão de São José com Covid-19 e internadas no Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, subiu de 11 para 12. No lar do Centro do Salvador, também em Beja, há 32 infetados.

Prevenir contágios do exterior
“Não conseguimos blindar os lares, nomeadamente quem lá trabalha”, diz Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública. Mas pode evitar-se “que haja pessoas que trabalhem em vários lares ou em hospitais e lares”. A agravar-se a situação, pode haver limitação de visitas. 
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
covid-19 lares portugal região norte lisboa e vale do tejo
Ver comentários