Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento. Veja as imagens

Estudantes contestam a continuação das aulas presenciais.
Lusa 19 de Janeiro de 2021 às 10:24
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Dezenas de alunos em protesto pelo encerramento de escola em Lisboa durante confinamento
Cerca de três dezenas de alunos da Escola Secundária Padre António Vieira, em Lisboa, estão esta terça-feira concentrados à porta do estabelecimento contestando a continuação das aulas presenciais, apesar do confinamento e do aumento de casos de covid-19.

"Queremos que as escolas fechem, não faz sentido [continuarem abertas]. Muitos têm de vir de transportes públicos apinhados", disse à Lusa Constança Ugando, aluna do 12.º ano.

De acordo com esta estudante, é necessário o Governo ter em conta que Portugal tem estado nos lugares cimeiros do número de casos por milhão de habitantes de covid-19, e que os alunos estão descontentes e com medo do que se está a passar.

"Aqui fora cumprimos o distanciamento, na sala de aula nem é preciso esticar o braço para tocar na mesa do meu colega do lado", exemplificou.

"Em causa está a saúde de cada um de nós e das nossas famílias, muitos até doentes de risco", denunciou também.

Segundo a jovem de 17 anos, o Governo deveria considerar o "pedido explícito" da Ordem dos Médicos para que os estabelecimentos escolares fechem.

Na nota em que deram conta do protesto, os jovens do 12.º ano referem que o facto de o Governo não ter na segunda-feira, aquando da apresentação de medidas mais restritivas, apresentado o fecho das escolas é "uma afronta à comunidade escolar e a todos os que a ela estão associados", bem como aos médicos.

"As novas variantes que já se verificou afetarem os mais novos e um vírus que continua a matar centenas de pessoas por dia em todo o país - não é seguro sair às ruas, quanto menos frequentar aulas em salas em que a distância de segurança não é mantida, corredores cheios de alunos", pode ler-se ainda na nota.

Segundo a representante, as aulas na escola secundária estão a funcionar e ninguém está a ser impedido de entrar na sala, desde as 08:15, hora em que os alunos se concentraram à porta da escola, localizada em Alvalade.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários