Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Docentes pedem novo programa de Matemática

Cada vez mais alunos reprovam à disciplina antes do Secundário.
Bernardo Esteves 8 de Junho de 2020 às 08:56
Sala de aula
Sala de aula FOTO: André Guerreiro
A percentagem de alunos que reprovam a Matemática no 9º ano e chegam ao Ensino Secundário com negativa à disciplina subiu de 23 para 33 por cento entre 2011 e 2018.

Estes dados integram um relatório revelado pela Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) e mostram que a Matemática, com um terço de negativas no final do Ensino Básico, é claramente a disciplina mais problemática, seguindo-se Inglês e Físico-Química, mas só com 9% de negativas. Muitos responsabilizam os programas de Matemática lançados em 2013 pelo então ministro da Educação, Nuno Crato, e que continuam em vigor.

"Em Educação nada se explica por um fator só, mas este programa devia ser alterado, porque é demasiado seletivo e favorece quem tem possibilidade de ter ajuda extra", afirmou ao CM Teresa Moreira, da Associação de Professores de Matemática, acrescentando: "O programa assume que se destina a alunos que prosseguem estudos com forte componente matemática, mas esquece-se de que faz parte da escolaridade obrigatória e que cursos como engenharias ou medicina não precisam de tanto aprofundamento".

Já a Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) defendeu a manutenção dos programas de Crato, antigo presidente da SPM, e congratulou-se com o estudo da DGEEC, garantindo haver "diminuição do número de alunos com classificação negativa". Recorde-se que o Governo criou o Grupo de Trabalho da Matemática, que está a preparar mudanças nos programas da disciplina.
Ensino Secundário DGEEC questões sociais política governo (sistema)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)