Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Doente respiratório chamado à pressa para ser vacinado contra a Covid-19 fica sem vacina

Homem já estava no consultório quando foi embora sem a 1ª toma.
João Nuno Pepino 26 de Fevereiro de 2021 às 01:30
Utente foi convocado para tomar a vacina no centro de vacinação de Santarém
Utente foi convocado para tomar a vacina no centro de vacinação de Santarém FOTO: João Nuno Pepino
Um homem de 53 anos, portador de doença respiratória, foi chamado com urgência para tomar a vacina contra a Covid-19 no centro de vacinação de Santarém, mas acabou por ser mandado para casa quando já estava dentro do gabinete médico. "Andam a gozar com as pessoas", desabafou ao CM o utente, que pede reserva de identidade, e que se diz revoltado com toda a situação.

Segurança numa empresa privada, o homem estava a trabalhar a 100 quilómetros de Santarém quando recebeu duas chamadas telefónicas da Autoridade de Saúde, às 11h30, a convocá-lo para estar no centro de vacinação escalabitano pelas 13h30. "Eu cumpri o horário. Fiz a admissão, preenchi a papelada toda e entrei para o gabinete", explica o queixoso. Depois de algumas perguntas sobre a sua situação clínica, "a médica decidiu não administrar a vacina, e mandou-me embora porque fui chamado indevidamente", explica.

Ao CM, a direção do Agrupamento de Centro de Saúde da Lezíria confirma que foram convocados utentes detentores "de comorbilidade, com suporte ventilatório ou oxigenoterapia de longa duração", e constantes no plano nacional como de 1ª fase. Mas o "que se verificou foi que alguns utentes não estavam nesta conformidade, quando avaliados".
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Covid-19
Ver comentários