Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Equipas multidisciplinares no âmbito do combate à covid-19 contactaram mais de 17 mil pessoas na AML

Profissionais de saúde têm ido ao terreno "sensibilizar a população para as medidas de prevenção da doença".
Lusa 23 de Outubro de 2020 às 09:50
Coronavírus
Coronavírus FOTO: Getty Images
As equipas multidisciplinares criadas no âmbito do combate à covid-19 na Área Metropolitana de Lisboa contactaram em três meses e meio mais de 17.000 pessoas em visitas a agregados familiares e ações de rua.

Segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), entre 30 de junho e 20 de outubro foram contactadas um total de 17.007 pessoas nos concelhos da Amadora, Lisboa, Loures, Odivelas, Sintra, Almada, Seixal, Barreiro, Moita e Setúbal.

Os profissionais da área da Saúde, da Segurança Social, Proteção Civil/municípios e das forças de segurança que compõem estas equipas têm ido ao terreno "sensibilizar a população para as medidas de prevenção da doença, bem como verificar e encontrar soluções para quem necessita de apoio alimentar e realojamento, o que tem tido um impacto positivo no combate à doença", refere uma informação divulgada pela DGS.

Além de contactar pessoas que possam necessitar de ajuda complementar para cumprir o confinamento/isolamento profilático -- e assim ajudar a quebrar as cadeias de transmissão da covid-19 -- "estas equipas também têm visitado estabelecimentos comerciais e realizado ações de sensibilização à população", acrescenta.

Em Portugal, morreram 2.245 pessoas dos 109.541 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da DGS, que indicava que 55.809 pessoas estavam em vigilância pelas autoridades.

A covid-19 é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

DGS AML Área Metropolitana Lisboa questões sociais política direitos humanos
Ver comentários