Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Marta Temido admite prioridade na vacinação contra Covid-19 para professores e funcionários de escolas

"Serem vacinados na primeira fase é uma decisão que está a ser equacionada", avançou a ministra da saúde.
Lusa 2 de Março de 2021 às 20:43
Marta Temido emociona-se ao recordar um ano de pandemia
Marta Temido emociona-se ao recordar um ano de pandemia FOTO: Direitos Reservados

A ministra da Saúde admitiu esta terça-feira que os professores e o pessoal não docente possam ser incluídos como prioritários para a vacinação contra a covid-19, considerando que as escolas são um "serviço essencial".

"Quando falamos de serviços essenciais - e as escolas são de alguma forma na nossa abordagem social um serviço essencial - poderá fazer sentido que os adultos que trabalham nestes locais tenham uma vacinação diferenciada", afirmou Marta Temido em entrevista à SIC.

No dia em que se assinala um ano dos primeiros casos de infeção com o novo coronavírus diagnosticados no país, a governante considerou que a inclusão dos docentes e não docentes, incluindo os que não integram grupos de risco, na primeira fase de vacinação que está a decorrer é uma "hipótese que está a ser analisada, não só em Portugal, como também em outros países".

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
COVID-19 Marta Temido economia negócios e finanças Informação sobre empresas pandemia covid
Ver comentários