Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Farmacêutica Hovione com laboratório em Portugal aumenta produção de remdesivir

Medicamento está indicado para o tratamento da infeção por SARS-CoV-2, o vírus na origem da Covid-19.
Lusa 23 de Setembro de 2020 às 19:22
A farmacêutica Hovione anunciou esta quarta-feira uma parceria com a congénere Ligand para "aumentar significativamente" a produção do antiviral Veklury (remdesivir), indicado para o tratamento da infeção por SARS-CoV-2, o vírus na origem da Covid-19.

De acordo com um comunicado da empresa, a Hovione é o único produtor de Captisol, "um excipiente fundamental para a eficácia do remdesivir", fabricando-o nas suas unidades de Loures e da Irlanda".

"Para satisfazer a procura de captisol, a Hovione irá produzir por mês a quantidade equivalente ao que produzia num ano. Este aumento repentino na procura está a exigir um grande esforço de mobilização da empresa a nível global para assegurar o seu fornecimento", afirma a empresa, acrescentando que desde abril realizou "investimentos avultados em equipamentos especializados", criou emprego e colaborou com concorrentes para aumentar a capacidade de produção".

Segundo a empresa, o captisol é uma ciclodextrina quimicamente modificada que melhora a solubilidade e estabilidade dos fármacos e assegura a biodisponibilidade e dosagem dos ingredientes farmacêuticos ativos (API).

O Veklury, da Gilead Sciences, desenvolvido em 2015 para outras indicações, está em ensaios clínicos de fase 3 para avaliar a segurança e eficácia no tratamento da infeção por SARS-CoV-2 e o  medicamento obteve já uma autorização de emergência em diversos países, incluindo os EUA, UE e Japão, para o uso de emergência / experimental em doentes hospitalizados com Covid-19.

Em função dos resultados dos estudos clínicos, a Gilead já anunciou que poderá aumentar a produção de remdesivir até ao final do ano.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 971.677 mortos e mais de 31,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.928 pessoas dos 70.465 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários