Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Governo prolonga lay-off e prova apoios para trabalhadores com cortes salariais e para empresas

Em causa está apoio que vai ser pago em julho aos trabalhadores que recebem menos de dois salários mínimos e que tiveram cortes salariais.
Jornal de Negócios 18 de Junho de 2020 às 15:16
A carregar o vídeo ...
Governo prolonga lay-off e prova apoios para trabalhadores com cortes salariais e para empresas
O Governo aprovou esta quinta-feira em Conselho de Ministros o apoio que será atribuído em julho aos trabalhadores que, tendo um salário habitual inferior a dois salários mínimos (1.270 euros), tiveram cortes salariais por causa do lay-off.

Segundo tinha já sido anunciado, o apoio que será pago de uma vez só aos trabalhadores deverá variar entre 100 euros e 351 euros. De acordo com a ministra da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, será necessário que os trabalhadores tenham elementos "atualizados" na Segurança Social Direta.

"Este valor será pago em julho diretamente pela Segurança Social aos trabalhadores e aproveito para sinalizar a importância de os trabalhadores terem todos os seus elementos atualizados na Segurança Social Direta para que isto possa acontecer da melhor forma", disse a ministra.

Numa curta conferência de imprensa de cerca de 15 minutos, a ministra informou ainda que foi prorrogado o lay-off simplificado até ao mês de julho. 

"Foi aprovada a prorrogação do mecanismo de lay-off simplificado para o mês de julho e também a possibilidade de recurso ao lay-off simplificado para as empresas que se mantenham encerradas ou com a atividade suspensa por ordem de razões sanitárias", disse.

Por fim, foi regulado o apoio às empresas que saiam do lay-off, com o valor de um salário mínimo por trabalhador ou, em alternativa, dois salários mínimos ao longo de seis meses.

Neste último caso, pode haver isenção de TSU caso as empresas aumentem o nível de emprego.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)