Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Governo coloca universitários em hostels e pousadas para contornar regras da DGS

Residências das universidades vão perder 3.000 camas para respeitar recomendações que pedem distanciamento de dois metros. Lisboa, Porto, Coimbra e Braga vão usar o alojamento local para acolher alunos do Ensino Superior.
7 de Agosto de 2020 às 10:37

As residências universitárias vão perder 3.000 camas devido às recomendações da DGS para evitar a propagação da Covid-19, com cerca de um terço a serem retiradas para cumprir os dois metros de distância lateral mínima.

Para contornar este problema, o Governo está  a estudar alternativas e, segundo o Público, hostels e pousadas da juventude vão ser utilizadas para receberem estudantes do Ensino Superior. 

De acordo com o jornal, o Ministério da Ciência e do Ensino Superior está a ultimar um acordo com hoteleiros e a Associação de Hostels de Portugal nas principais cidades para o próximo ano letivo – Lisboa, Porto, Coimbra e Braga – para acolher alunos de universidades e politécnicos.

Residências universitárias vão perder camas com recomendações da DGS

Cerca de um terço das camas em residências vão ser retiradas para cumprir os dois metros de distância lateral mínima. Em Portugal, 58% dos quartos de residências têm camas duplas. - Portugal , Sábado.


Governo DGS Covid-19 Portugal questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)