Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Hospitais indignados com decisão da GNR

Guarda comunicou aos prestadores privados que vai aplicar a nova tabela da ADSE.
Sónia Trigueirão 30 de Março de 2018 às 10:35
ADSE
ADSE
ADSE
ADSE
ADSE
ADSE
A Divisão de Assistência na Doença da Guarda Nacional Republicana (GNR) informou os prestadores privados de serviços de saúde que ia aplicar a nova tabela da ADSE, que entra em vigor já a 1 de abril.

Os prestadores queixaram-se à Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP), alegando que esta é uma decisão unilateral, sem qualquer tentativa de reunião prévia. E que foram avisados por correio eletrónico apenas na última terça-feira.

Ao que o CM apurou, a APHP vai avaliar a situação e o assunto vai ser debatido na reunião ordinária da assembleia geral de 5 de abril.

Entretanto, o subsistema de saúde dos funcionários públicos comunicou aos hospitais privados que a nova tabela de preços da ADSE, que entra em vigor no domingo, sofreu 15 alterações, as quais eram reclamadas pelos prestadores.
A ADSE reconheceu que a tabela tinha "algumas incorreções" e, perante "a necessidade de clarificar algumas das regras", incorporou alterações numa errata, que abrange áreas como consultas, imagiologia, próteses, medicina dentária e radioterapia, entre outros.

Já o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, no final do debate parlamentar, mostrou-se confiante de que a nova tabela de preços da ADSE vai alcançar objetivos de poupança e deixou o recado: "O conselho diretivo não está lá para satisfazer os privados, mas sim os beneficiários."

E acrescentou: "Os dirigentes das entidades públicas e os que estão ao serviço da República servem os cidadãos."

SAIBA MAIS
Guerra dos preços
Com a decisão da ADSE de descer os preços pagos aos privados pelos serviços de saúde, instalou-se uma guerra. Privados ameaçaram ir para tribunal com uma providência cautelar.

1963
A ADSE foi criada em 1963, com a denominação de Assistência na Doença aos Servidores Civis do Estado. Atualmente tem a tutela dupla dos ministérios da Saúde e das Finanças.

Pagam 3,5 %
Os beneficiários titulares estão sujeitos ao pagamento de desconto para a ADSE de 3,5% sobre a sua remuneração base, pensão ou reforma, subsídio de férias e subsídio de Natal desde 2014.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)