Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Hospital de São João no Porto com casos de coronavírus residuais

Coordenador diz que situação é de "contenção", mas acrescenta que "o alívio é relativo".
Manuel Jorge Bento 27 de Maio de 2020 às 08:17
Nelson Pereira na Urgência
Nelson Pereira na Urgência FOTO: Bruno Colaço

"Nas últimas três semanas, temos um número residual de casos: zero, um ou dois por dia quando, no pico da epidemia, chegámos a ter 350 casos suspeitos dos quais 100 eram positivos num só dia. Isto dá-nos uma segurança relativa de que o risco é claramente menor". Nelson Pereira, coordenador da equipa Covid do Serviço de Urgência do Hospital de S. João, no Porto, admite que a situação atual, na Área Metropolitana do Porto, é de "contenção", mas acrescenta que "o alívio é relativo".

"Estamos convencidos de que não deveremos ter desafios do nível que tivemos no início da pandemia - toda a organização que tivemos de fazer e tudo o que aconteceu aqui, aconteceu pela primeira vez em Portugal, sendo que a epidemia foi galopante. Mas também estamos convencidos de que vamos ter de viver muitos meses lado a lado com este vírus e que, nos próximos meses ou anos, vamos ter muitos outros desafios", diz ao CM.

O hospital de campanha, com módulos do INEM, junto à entrada da Urgência do Hospital de S. João, já estava ontem fechado. "Tivemos de nos reinventar e expandir o serviço para dar resposta ao número de casos que iam surgindo", explica.

Mais informação sobre coronavírus AQUI.

MAPA da situação em Portugal e no Mundo.

SAIBA como colocar e retirar máscara e luvas.

APRENDA a fazer a sua máscara em casa.

CUIDADOS a ter quando recebe uma encomenda em casa.

DÚVIDAS sobre coronavírus respondidas por um médico

Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)