Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

"Já se vê a luz ao fundo do túnel”: O testemunho de um português em Wuhan

Rui Severino vive há quatro anos em Wuhan e recusou abandonar a cidade durante o isolamento.
Correio da Manhã 31 de Março de 2020 às 08:17
Rui Severino vive há quatro anos em Wuhan e recusou abandonar a cidade durante o isolamento.
Rui Severino
Rui Severino vive há quatro anos em Wuhan e recusou abandonar a cidade durante o isolamento.
Rui Severino
Rui Severino vive há quatro anos em Wuhan e recusou abandonar a cidade durante o isolamento.
Rui Severino

Rui Severino vive há quatro anos em Wuhan e recusou abandonar a cidade durante o isolamento. O português, que é treinador de cavalos de corrida, diz que agora "já se vê a luz ao fundo do túnel". Em algumas áreas da cidade de 11 milhões de habitantes estão a reabrir gradualmente centros comerciais, lojas e padarias. No dia 8 de abril, as autoridades planeiam restabelecer as entradas e saídas na cidade chinesa onde o vírus teve origem, e que está isolada desde 23 de janeiro .

"Sobretudo para pessoas que têm crianças pequenas foi um período bastante desgastante. Nota-se um grande alívio por poderem sair à rua ao fim de quase dois meses", diz o luso-australiano.

Por ter dupla nacionalidade, Rui Severino poderia ter sido retirado de Wuhan pelas autoridades australianas ou portuguesas. Recusou sair, apontando a "responsabilidade" para com a sua equipa de trabalho e a possibilidade de estar a pôr em perigo o país de destino.

"Nunca me arrependi de ter recusado o repatriamento. Fui sempre bem tratado e apoiado aqui", conta.

O emigrante português está contudo preocupado com os pais, que vivem em Portugal, e com os filhos, que estão na Austrália. "Estou sempre em contacto com eles diariamente, mas as medidas de quarentena dão-me um certo descanso", aponta.

Severino confessa estar "motivado para o futuro" e não esconde o sentimento de "grande alívio". O treinador de cavalos de corrida planeia arrancar dentro de um mês para o Noroeste da China, onde o seu clube de equitação está sediado. "Estamos confiantes: em maio voltaremos às corridas", disse.

Wuhan Rui Severino questões sociais demografia emigrantes política diplomacia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)