Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Jantares de família? Sim, mas com regras, alerta a DGS

Subdiretor geral da Saúde explicou que podem ser realizados jantares de famílias se forem tomadas as medidas de precaução necessárias e cumpridas as regras de boas práticas.
Correio da Manhã 5 de Maio de 2020 às 17:50
Diogo Cruz, subdiretor geral da Saúde
Diogo Cruz, subdiretor geral da Saúde FOTO: Mário Cruz/Lusa
O subdiretor geral da Saúde, Diogo Cruz, informou esta terça-feira que nesta nova fase do combate ao vírus podem acontecer jantares de família e amigos, desde que sejam tidos vários cuidados.  "Podemos fazer um jantar de família com as devidas precauções, cautelas, distanciamento social", disse Diogo Cruz, acrescentando ainda que, durante algum tempo vai continuar a ser impossível realizar estes convívios "nos moldes que fazíamos antigamente".

O subdiretor da Direção-Geral de Saúde pediu ainda que apesar de uma menor rigidez no confinamento os protugueses devem continuar a respeitar as medidas de higiene, distanciamento sanitário e etiqueta respiratória. "Devemos todos fazer o nosso papel de agentes de saúde pública e manter as recomendações", explicou Diogo Cruz.

Durante a conferência diária sobre o boletim da DGS, Diogo Cruz lembrou que "houve uma queda da taxa de vacinação no período de confinamento". "Estaríamos naturalmente à espera que houvesse uma quebra neste período, mas esperemos que seja recuperada nos próximos tempos com reabertura. Reitero a necessidade de se cumprir o programa nacional de vacinação de forma criteriosa", referiu ainda.

Já o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, justificou a notícia desta manhã do Correio da Manhã de que foram adquiridos quase 80 milhões de euros em contratos por ajuste direto com o decreto-lei criado a 23 de abril que prevê ajustes diretos por "motivos de urgência fundamentados". Disse ainda que o caderno de encargos e a proposta do ajucatário referentes aos contratos irão ser disponbiilizados no portal Base o mais rapidamente possível. Marta Temido, ao mesmo tempo, dizia aos jornalistas que os documentos estarão disponíveis até ao fim da semana.

"Tem-se verificado durante os fins de semana alguma diminuição de testes, não por falta de oferta, porque a oferta mantém-se a mesma, mas porque muito provavelmente haverá uma diminuição da procura", admitiu António Lacerda Sales, depois de confirmar os dados do boletim desta terça.

O secretário de Estado disse ainda que as provas avaliação final da 1.ª época de internato médico que ficou suspenso a 18 de março será realizada a partir de 8 de junho. "São boas notícias para os jovens médicos, mas excelentes notícias para o SNS que não pára."

Portugal regista hoje 1.074 mortos relacionadas com a covid-19, mais 11 do que na segunda-feira, e 25.702 infetados (mais 178), segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção Geral da Saúde.

Em comparação com os dados de segunda-feira, em que se registavam 1.063 mortos, hoje constatou-se um aumento de óbitos de 1%.

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus (25.702), os dados da Direção Geral da Saúde (DGS) revelam que há mais 178 casos do que na segunda-feira (25.524), representando uma subida de 0,7%.

A região Norte é a que regista o maior número de mortos (613), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (223), do Centro (211) Algarve (13), dos Açores (13) e do Alentejo que regista um caso, adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de segunda-feira, mantendo-se a Região Autónoma da Madeira sem registo de óbitos.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus

- Siga ao minuto as últimas sobre a doença
Mapa da situação em Portugal e no Mundo: veja a evolução da pandemia
- Conselhos sobre o coronavírus no explicador
- Conheça os mitos que deve ignorar sobre a doença

Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24

Saúde António Lacerda Sales Diogo Cruz Portugal Direção Geral da Saúde doenças questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)