Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Lar de Albergaria regista segunda morte por coronavírus

Primeira vítima mortal do lar Geriabranca foi uma mulher de 89 anos que morreu na segunda-feira.
Lusa 28 de Março de 2020 às 07:47
Lar de Albergaria regista segunda morte por coronavírus
Lar de Albergaria regista segunda morte por coronavírus FOTO: Inês Trovisco
A Câmara de Albergaria-a-Velha, no distrito de Aveiro, confirmou este sábado a segunda morte associada ao vírus da covid-19 no lar Geriabranca, onde há mais idosos e funcionários infetados com o novo coronavírus.

"Há, infelizmente, outra morte a lamentar de um utente com mais de 90 anos e com outras patologias associadas", disse o presidente da câmara, António Loureiro, numa nota publicada esta noite na página da autarquia no Facebook.

A primeira vítima mortal do lar Geriabranca foi uma mulher de 89 anos que morreu na segunda-feira, quando estava internada no Hospital de Aveiro.

Nas últimas 24 horas, o número de pessoas infetadas pelo novo coronavírus no concelho mais do que duplicou, passando de 22 para 49.

Segundo o presidente da câmara, este aumento significativo é o resultado dos últimos testes realizados na quinta-feira aos utentes e colaboradores da casa geriátrica da Branca.

Em declarações à Lusa, António Loureiro referiu que, neste momento, há 32 infetados entre utentes e colaboradores do lar residencial.

O autarca criticou o poder central, considerando que "não tem estado capaz de responder às necessidades" e antevê que o número de mortos no lar possa aumentar nos próximos dias.

"Quatro utentes foram parar ao hospital e dois já faleceram. E vamos continuar a assistir a isto. Vamos adiando os dias para intervir e as pessoas vão morrendo", disse António Loureiro, lembrando que desde o início desta situação pediu a evacuação do edifício.

O presidente da Câmara de Albergaria referiu ainda que o proprietário do lar irá realizar no sábado uma desinfeção ao interior do edifico para poder criar uma ala "completamente limpa" para os utentes que não estão infetados.

Na quinta-feira, a diretora técnica do lar, Lurdes Reis, disse à Lusa que além da idosa que morreu, havia mais cinco idosos infetados, dois dos quais estavam internados no hospital e outros três que se encontravam na instituição.

Lurdes Reis contou ainda que 13 funcionários que se encontravam no exterior, quando a situação foi detetada, também estavam infetados.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou cerca de 572 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 26.500.

Em Portugal, registaram-se 76 mortes, mais 16 do que na véspera (+26,7%), e 4.268 infeções confirmadas, segundo o balanço feito na sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde, que identificou 724 novos casos em relação a quinta-feira (+20,4%).

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)