Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Lares das Misericórdias sem óbitos associados à Covid-19 esta semana em resultado da vacinação

Vacinação ainda não está concluída nestas estruturas, devido a alguns surtos.
Lusa 5 de Março de 2021 às 21:10
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa FOTO: Getty Images
Os lares das misericórdias não registaram esta semana mortes por covid-19, "números espetaculares" que são "consequência direta da vacinação" e uma "queda abrupta" face aos 140 óbitos registados numa semana no início de fevereiro.

De acordo com Manuel Lemos, presidente da União das Misericórdias Portuguesas (UMP), este é "um resultado fantástico que deve animar os portugueses".

"Esta semana não se registaram óbitos. É ainda um relatório preliminar, pode acontecer que ainda se venha a verificar algum óbito, mas estamos perante números espetaculares, quando há cerca de um mês tivemos a lamentar 140 óbitos numa semana e, portanto, penso que isto é uma boa notícia para todos os portugueses e para todos os idosos que foram vacinados. É óbvio que é uma consequência direta da vacinação", disse à Lusa.

A vacinação ainda não está concluída nos lares das misericórdias, havendo ainda alguns surtos que obrigam a adiar a vacinação de idosos e funcionários até estarem resolvidos, mas Manuel Lemos diz que, no global, se sente um efeito da vacinação também nas hospitalizações e novos casos, que estão em queda.

"Não significa com isto que temos de tirar o pé do acelerador em termos de guarda. Nós temos que continuar a manter a guarda alta, mas obviamente que são notícias que nos regozijam a todos", disse.

Contactado pela Lusa, o presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), padre Lino Maia, disse não ter ainda números atualizados, mas sublinhou um "significativo decréscimo" no número de surtos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.570.291 mortos no mundo, resultantes de mais de 115,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.486 pessoas dos 808.405 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Misericórdias Covid-19 Manuel Lemos questões sociais morte economia negócios e finanças saúde
Ver comentários