Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Localidade de Cabouco às portas de Coimbra evacuada por precaução devido ao mau tempo

Operação, que resultou de uma atitude preventiva, foi coordenada pela GNR e bombeiros.
Lusa 21 de Dezembro de 2019 às 21:17
O parque verde do Mondego coberto de água devido à subida da água do rio Mondego, provocada pela chuva e mau tempo, em Coimbra
Rotura de dique no Rio Mondego
O parque verde do Mondego coberto de água devido à subida da água do rio Mondego, provocada pela chuva e mau tempo, em Coimbra
Rotura de dique no Rio Mondego
O parque verde do Mondego coberto de água devido à subida da água do rio Mondego, provocada pela chuva e mau tempo, em Coimbra
Rotura de dique no Rio Mondego
A localidade do Cabouco, Coimbra, foi evacuada este sábado por volta das 18:30 após a subida do caudal do rio Ceira, afluente do Mondego, tendo sido retiradas as pessoas das casas mais próximas das águas, disse fonte autárquica.

O presidente da Junta de Freguesia de Ceira, Fernando Santos, referiu que foram retiradas as pessoas das casas da zona mais atingida pelas águas, que posteriormente foram encaminhadas para habitações de familiares.

"É preferível segurança por excesso do que problemas que poderiam ser evitados", disse Fernando Santos à agência Lusa.

A operação, que resultou de uma atitude preventiva, foi coordenada pela GNR e bombeiros.

Os fortes efeitos do mau tempo, que se fazem sentir desde quarta-feira, já provocaram dois mortos, um desaparecido e deixaram 144 pessoas desalojadas, registando-se 9.500 ocorrências no continente português, na maioria inundações e quedas de árvore.

O mau tempo provocado pela depressão Elsa, entre quarta e sexta-feira, a que se juntou este sábado o impacto da depressão Fabien, provocou também condicionamentos na circulação rodoviária e ferroviária, bem como danos na rede elétrica, afetando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região Centro.

No balanço realizado às 13:00 de sábado, a Proteção Civil indicou que a situação no rio Mondego é a mais preocupante, estando a decorrer evacuações para prevenir os efeitos de eventuais cedências de diques.

O IPMA já havia alertado para os efeitos da depressão Fabien, em especial no Norte e no Centro, estando previstos intensos períodos de chuva e vento forte de sudoeste, com rajadas que podem atingir 90 km/hora no litoral norte e centro e 140 km/hora nas terras altas.

Prevê-se que estes efeitos vão diminuindo e que se registe uma melhoria gradual do estado do tempo a partir de domingo.

Os distritos do Porto, Viana do Castelo, Aveiro, Coimbra e Braga vão estar entre as 21:00 de sábado e as 12:00 de domingo em aviso vermelho, devido à agitação marítima, a que se soma Vila Real, por causa de fortes rajadas de vento, que podem atingir 140 quilómetros/hora.

Cabouco Coimbra Ceira Mondego Fernando Santos Fabien meteorologia questões sociais
Ver comentários