Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Matilha de cães vadios preocupa moradores

Mais de 30 animais selvagens vagueiam pela freguesia de Porches à procura de comida.
Rui Pando Gomes 21 de Março de 2017 às 08:39
Animais começaram a formar matilha em 2015 na zona de Alporchinhos e, atualmente, já serão mais de 30 cães
Animais começaram a formar matilha em 2015 na zona de Alporchinhos e, atualmente, já serão mais de 30 cães FOTO: Direitos Reservados
Uma matilha de cães vadios está a gerar alarme e preocupação entre os moradores da freguesia de Porches, no concelho de Lagoa.

Os animais são selvagens e há registo de ataques a uma pessoa e a outros animais. A Câmara de Lagoa está a ponderar criar uma brigada especial para os conseguir capturar e tratar.

A matilha começou a formar- -se em 2015, na zona dos Alporchinhos, junto a um supermercado e a restaurantes. Nas últimas semanas, os cães começaram a ser vistos na zona de Porches Velho. Têm-se reproduzido e já serão mais de 30.

Há registo de, pelo menos, um ataque a pessoas e vários a outros animais. "Tivemos conhecimento de um casal de estrangeiros que foi atacado quando defendia um cão doméstico. Por sorte apareceu um carro e a matilha fugiu", contou ao CM Luís Bentes, presidente da Junta de Freguesia de Porches. Os criadores de gado também têm queixas em relação aos cães vadios. "Em fevereiro mataram-me oito ovelhas", garantiu Jorge Martins. Também José Luís Soares perdeu uma ovelha, que foi encontrada, no dia seguinte, "só com a lã e os ossos".

A Junta de Freguesia de Porches alertou a Câmara de Lagoa, que quer criar uma brigada que esteja no terreno 24 horas por dia, para capturar os animais. "Temos jaulas onde colocamos comida com comprimidos para adormecer os cães. Só depois podem ser tratados no canil e treinados para poderem ter um dono", explicou ao CM a vereadora Anabela Simão.
matilha cães selvagens preocupação moradores animais comida porches Lagoa Algarve ataques ovelhas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)