Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Metro de Lisboa adjudica concurso para 42 carruagens e sistema de sinalização

Um investimento de 114 milhões de euros, que surge cerca de um ano e meio depois de lançado o concurso.
Lusa 24 de Janeiro de 2020 às 17:43
Metro de Lisboa
Metro de Lisboa FOTO: Lusa
O Metropolitano de Lisboa adjudicou esta sexta-feira a modernização do sistema de sinalização, que inclui a aquisição de 14 novas unidades triplas, num investimento de 114 milhões de euros, cerca de um ano e meio depois de lançado o concurso.

De acordo com o Metropolitano de Lisboa, a adjudicação foi aprovada hoje na sequência do concurso público internacional lançado em setembro de 2018, ganha pelo Agrupamento Stadler Rail Valencia, S.A.U./ Siemens Mobility Unipessoal, Lda.

Em comunicado, a empresa refere que o prazo global do contrato é de 77 meses, contados após o visto prévio do Tribunal de Contas.

As novas unidades triplas e a modernização do sistema de sinalização ferroviária já estavam previstas no Orçamento do Estado (OE) para 2019, mas não se concretizou a adjudicação, tendo acabado por entrar novamente no OE para 2020.

A adjudicação hoje aprovada prevê 14 novas unidades triplas (42 carruagens) com sistema de controlo automático e contínuo de comboios Communications-Based Train Control (CBTC), além da instalação do sistema CBTC em 70 comboios já existentes.

De acordo com o comunicado, será ainda feita a implementação de funcionalidades de proteção Automatic Train Protection (ATP), de operação Automatic Train Operation (ATO) e de supervisão Automatic Train Supervision (ATS) em toda a extensão das linhas Azul, Amarela e Verde.

A adjudicação prevê também, de acordo com a empresa, a manutenção de todos os equipamentos durante três anos, incluindo toda a mão-de-obra, peças sobressalentes e consumíveis.

No âmbito da adjudicação está ainda prevista a formação técnica para operação e manutenção, parametrização, configuração ou regulação dos sistemas e equipamentos por parte do Metropolitano de Lisboa e também o fornecimento das peças rotáveis, ferramentas e equipamentos de teste.

De acordo com o Metropolitano de Lisboa, a aquisição de 14 novas unidades triplas "vai melhorar a oferta de comboios e serviços, permitindo mais conforto e acessibilidade para os clientes", bem como um sistema de comunicação com os clientes que vai permitir informação variável e flexível e sistemas de segurança e videovigilância mais modernos.

Ainda segundo a empresa, a aposta nos novos sistemas CBTC, "substituindo um sistema da década de 70 e já obsoleto, vai permitir um controlo contínuo do movimento dos comboios e um aumento da frequência e da regularidade do serviço público de transporte".

Esta adjudicação faz parte de um conjunto de investimentos do Metropolitano de Lisboa, nomeadamente do projeto de modernização e expansão do metro que envolve também as obras entre as estações do Rato e do Cais do Sodré e a empreitada de construção de dois viadutos junto à atual estação do Campo Grande, atualmente em fase de qualificação de concorrentes.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)