Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Presidente da TAP diz que "Montijo é muito pequeno" e precisa do aeroporto de Lisboa

Antonoaldo Neves, diz que terminal na Margem Sul é "uma solução pontual e que Portela vai ser sempre o 'hub'.
Lusa 11 de Dezembro de 2018 às 11:24
Antonoaldo Neves, presidente da TAP
Antonoaldo Neves, presidente da TAP
Antonoaldo Neves
Antonoaldo Neves, presidente da TAP
Antonoaldo Neves, presidente da TAP
Antonoaldo Neves
Antonoaldo Neves, presidente da TAP
Antonoaldo Neves, presidente da TAP
Antonoaldo Neves

O presidente executivo da TAP, Antonoaldo Neves, afirmou esta terça-feira que o "Montijo é muito pequeno" para a companhia aérea, pelo que é preciso "resolver" o problema da Portela, que "vai ser sempre o 'hub' de Lisboa" na próxima década.

Antonoaldo Neves falava na conferência 'Sucesso Made in Portugal', organizado pelo Dinheiro Vivo, por ocasião do seu sétimo aniversário, que está a decorrer em Lisboa.

O gestor começou por dizer que "o país tem de fazer uma escolha: se quer ser um 'hub' [plataforma] global" ou um "'hub' secundário global".

"Estamos muito atrasados" e a questão principal não é se a a escolha [para o aeroporto] é o Montijo ou não, "é tudo, o investimento em controlo do tráfego aéreo, o investimento em legislação, temos uma legislação muito atrasada em diversos aspetos", apontou Antonoaldo Neves.

Além disso, o investimento em infraestruturas "leva tempo a maturar", sublinhou.

Antonoaldo Neves disse que a questão do aeroporto de Lisboa não é como um casamento que não resulta e, perante isso, uma das partes escolhe um novo ou nova parceira.

O gestor disse que a questão não é "namorar" o Montijo, mas antes o "casamento" com a Portela, atual Aeroporto Humberto Delgado.

"Eu preciso de resolver o meu problema com a Portela, o Montijo é muito pequeno para a TAP", salientou.

O Montijo é "uma solução pontual, a Portela vai ser sempre o 'hub' [a plataforma que permite as conexões de voos] de Lisboa nos próximos 10 anos", prosseguiu o presidente executivo da TAP.

"O que sei é que o investimento na Portela é maior do que no Montijo, mas a realidade é que o nosso desafio enquanto país é a Portela", disse, salientando, porém, que construir a estrutura aeroportuária do Montijo é importante como apoio ao aeroporto de Lisboa.

"A Portela transporta mais passageiros do que o Galeão [aeroporto internacional do Rio de Janeiro]. O país precisa de discutir a Portela e eu não sei quais os planos da Portela", comentou.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)