Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Morreu José Lemos Ferreira, o acrobata que mudou a aviação

Marcelo evoca o criador da “Força Aérea do século XXI”.
João Maltez 24 de Janeiro de 2020 às 01:30
Chefiou não só a Força Aérea, mas também os três ramos das Forças Armadas
Patrulha de acrobacia ‘Os Dragões’. Lemos Ferreira é o segundo à direita
O general foi agraciado com cerca de duas dezenas de distinções em Portugal e também no estrangeiro
 Força Aérea prestou-lhe homenagem festiva numa cerimónia realizada em 2017
Chefiou não só a Força Aérea, mas também os três ramos das Forças Armadas
Patrulha de acrobacia ‘Os Dragões’. Lemos Ferreira é o segundo à direita
O general foi agraciado com cerca de duas dezenas de distinções em Portugal e também no estrangeiro
 Força Aérea prestou-lhe homenagem festiva numa cerimónia realizada em 2017
Chefiou não só a Força Aérea, mas também os três ramos das Forças Armadas
Patrulha de acrobacia ‘Os Dragões’. Lemos Ferreira é o segundo à direita
O general foi agraciado com cerca de duas dezenas de distinções em Portugal e também no estrangeiro
 Força Aérea prestou-lhe homenagem festiva numa cerimónia realizada em 2017
José Lemos Ferreira, chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas entre 1984 e 1989, faleceu esta quinta-feira, aos 90 anos. Numa mensagem em memória do general, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lembrou o homem carismático e também o percurso de "uma notável personalidade da vida militar portuguesa".

Lemos Ferreira "moldou a Força Aérea do século XXI, criando e edificando uma verdadeira revolução na Instituição", escreveu o Chefe do Estado e Comandante Supremo das Forças Armadas.

Com um percurso que lhe permitiu chegar aos mais altos cargos militares, foi por isso agraciado cerca de duas dezenas de vezes em Portugal e no estrangeiro. Destacou-se ainda enquanto piloto e fez parte da patrulha de acrobacia aérea ‘Os Dragões’.

Esteve na chamada Índia Portuguesa e também na Guiné-Bissau, em plena guerra colonial. A 25 de abril de 1974, era chefe de repartição do Estado-Maior da Força Aérea, que mais tarde liderou. No 25 de Novembro, que ditou o fim do processo revolucionário, esteve ao lado dos militares ditos ‘moderados’.

Para Marcelo, o legado de Lemos Ferreira "permanece vivo na Força Aérea de hoje".

Terá avistado vários OVNI em pleno voo
Lemos Ferreira é recordado também por um episódio que viveu a 4 de setembro de 1957. O próprio e um grupo de pilotos que voava sob o seu comando terá avistado, sobre a cidade espanhola de Córdova, vários objetos voadores não identificados (OVNI).

PERFIL
José Lemos Ferreira nasceu em Portalegre a 23 de junho de 1929. Antes de completar 20 anos, ingressou no Curso de Aeronáutica, na Escola do Exército, onde obteve o brevê de piloto.

Foi o início de um percurso profissional que o levaria ao topo da carreira militar. Promovido a general em 1977, foi nesse ano nomeado chefe do Estado-Maior da Força Aérea até que, em 1984, assumiu as funções de chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas.

Fora da vida militar, presidiu ao conselho de gerência da empresa Aeroportos e Navegação Aérea. Faleceu ontem, aos 90 anos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)