Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Nortenhos ganham menos 51 euros do que o salário médio do País

Desemprego sobe mais de 90% em S. João da Madeira e 79% em Vila Nova de Cerveira.
9 de Agosto de 2020 às 08:29
A carregar o vídeo ...
Nortenhos ganham menos 51 euros do que o salário médio do País
O salário médio dos trabalhadores da região Norte era, no final de março, de 878 euros, ou seja, menos 51 euros do que o salário médio mensal líquido do País (929 euros).

De acordo com o mais recente relatório ‘Norte Conjuntura’, a pandemia causou, depois, um aumento de 23,4% no desemprego em maio, mês em que alguns concelhos tinham já quase o dobro do número de desempregados, em comparação com o mesmo mês do ano passado, como é o caso de S. João da Madeira (90,4%). O Alto Minho foi o território nortenho a registar a maior subida (71,3%).

O documento da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte refere que, durante o estado de emergência, a evolução do desemprego "revelou-se mais grave nas sub-regiões mais industrializadas".

Vila Nova de Cerveira, "município com elevada orientação exportadora", viu o desemprego aumentar 79% em maio, em comparação com o mesmo mês do ano passado. No Tâmega e Sousa, Felgueiras foi o concelho mais atingido, com uma subida de 61,6%. Na Área Metropolitana do Porto, Oliveira de Azeméis teve um aumento de 73,5% nos números do desemprego.

PORMENORES
Minho muito afetado
Braga, que é o segundo município mais exportador do Norte, registou um aumento homólogo de 27% no desemprego, em maio. Em Barcelos, "concelho com uma economia especializada no têxtil e no vestuário, assistiu-se a um aumento de 45,2%", refere o relatório.

Grande Porto ‘escapa’
As economias da Área Metropolitana do Porto, menos ligadas à indústria e mais adaptáveis ao teletrabalho, tiveram os aumentos menos significativos. Em Espinho, "surpreendentemente", o desemprego baixou 7,3%.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)