Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Novo Programa Nacional de Vacinação entra hoje em vigor. Saiba o que mudou

Administração da vacina contra infeções por vírus do Papiloma humano (HPV) foi adiada devido a escassez.
Correio da Manhã 1 de Outubro de 2020 às 17:19
Vacina
Vacina FOTO: Vítor Mota
Entra esta quinta-feira em vigor um novo Programa Nacional de Vacinação (PNV) que prevê mudanças na vacinação de doenças como a meningite, o vírus do Papiloma humano e a gastroenterite aguda por rotavírus.

A vacina contra a Neisseria meningitidis do grupo B (vacina MenB) é, assim, alargada a todas as crianças nascidas a partir de janeiro de 2019 e deve ser administrada aos dois, quatro e 12 meses de idade. As vacinas adquiridas na farmácia não são reembolsadas. No contexto da pandemia da Covid-19 esta vacina vai ser priorizada uma vez que a maior incidência da doença ocorre nos primeiros dois anos de vida.

A vacina HPV, contra infeções por vírus do Papiloma humano é alargada ao sexo maculino. Deve ser administrada aos rapazes nascidos a partir de 2009, aos 10 anos sendo recomendadas duas doses da vacina num intervalo de seis meses. Será dada prioridade à vacinação dos rapazes que nasceram no 1ºsemestre de 2009 devido à escassez da vacina. Os rapazes deverão aguardar por uma convocatória pelos serviços. Em 2021 serão vacinados os jovens nascidos no 2ºsemestre de 2009 no ano de 2010.

O PNV também incluí a vacina contra a gastroenterite aguda por rotavírus, a vacina ROTA, que deverá ser administrada a crianças de grupo de risco a partir de dezembro de 2020. O grupo de risco será definido em Norma.

No ano em que o Programa Nacional de Vacinação comemora 55 anos Graça Freitas admitiu em conferência de imprensa que este é um "dos melhores programas do mundo, graças aos profissionais de saúde, mas sobretudo graças às pessoas que, vivendo em Portugal, se deixam vacinar e vacinam os seus".

PNV Papiloma saúde medicina preventiva
Ver comentários