Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Ordem dos Médicos pede transparência e equidade na vacinação contra a Covid-19, após polémica com idosos não prioritários

Organismo manifestou disponibilidade para colaborar na proposta de vacinação nacional.
Lusa 28 de Novembro de 2020 às 11:14
Terceira fase dos testes da vacina da Johnson envolve 60 mil voluntários
Terceira fase dos testes da vacina da Johnson envolve 60 mil voluntários FOTO: Murad Sezer / Reuters
O bastonário e o Gabinete de Crise para a covid-19 da Ordem dos Médicos pediram este domingo transparência, equidade e fundamentação na vacinação contra o novo coronavírus, manifestando disponibilidade para colaborar na proposta de vacinação nacional.

"As vacinas só são eficazes se forem administradas, pelo que todo este processo deve pautar-se pela maior transparência, rigor e fundamentação científica", refere uma nota de imprensa da Ordem dos Médicos, na sequência de notícias sobre os grupos prioritários de vacinação.

A questão de quem deve ter prioridade nas vacinas à covid-19 gerou polémica na sexta-feira em Portugal, com a possibilidade, noticiada na imprensa, de que maiores de 75 anos sem comorbilidades ficavam de fora do acesso prioritário à vacina.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Covid-19 Gabinete de Crise Ordem dos Médicos questões sociais
Ver comentários