Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Pais desesperam para matricular os filhos nas escolas

Portal das Matrículas sem capacidade para a grande afluência registada nos últimos dias.
Bernardo Esteves 3 de Julho de 2020 às 08:49
Escola
Rui Martins dirige a CNIPE
Famílias têm devolvido os manuais
Escola
Rui Martins dirige a CNIPE
Famílias têm devolvido os manuais
Escola
Rui Martins dirige a CNIPE
Famílias têm devolvido os manuais
"Por favor, denunciem a vergonha que é este Portal das Matrículas. Estamos todos desesperados! Já devo ter tentado 200 vezes!” Paulo Gestosa é um dos milhares de encarregados de educação que nos últimos dias têm tentado, sem sucesso, matricular os seus educandos. Por causa da pandemia, e para evitar ajuntamentos nas escolas, o Ministério da Educação (ME) decidiu que as inscrições no pré-escolar e no 1º ano e as renovações de matrícula do 2º ao 12º anos seriam feitas no Portal das Matrículas.

O prazo para o pré-escolar e 1º ano começou a 4 de maio e terminava a 30 de junho, mas nos últimos dias do prazo a afluência ao site aumentou muito e o sistema não aguentou. O ME alargou o prazo em 24 horas mas os problemas continuaram e houve matrículas que ficaram por fazer.

Segundo o ME, “a quase totalidade” dos acessos nos últimos dias foi de pais que queriam renovar as matrículas do 2º ao 12º ano, cujo prazo começou a 26 de junho e termina a 12 de julho.

"O problema é a coincidência de prazos entre matrículas e renovações. Estamos à beira de um ataque de nervos”, disse ao CM Filinto Lima, presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas. "O portal não funciona e temos famílias que não conseguem fazer a matrícula. Agendaram reuniões mas nós também não conseguimos ter acesso", revelou o diretor, adiantando que “as escolas estão a fazer as matrículas à mão, à moda antiga, e esperamos conseguir depois inserir os dados no Portal das Matrículas, mas é preciso saber se as matrículas fora do prazo são válidas". Ao CM, o ME garantiu que “serão aceites todas as matrículas fora do prazo”. Já a secretária de Estado da Educação, Susana Amador, resumiu o problema no portal a “pequenas paragens técnicas”, o que provocou reações duras em blogues e redes sociais.

CNIPE recebeu 60 denúncias de problemas
A Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação (CNIPE) recebeu esta quarta-feira cerca de 60 denúncias de problemas técnicos no Portal das Matrículas. “O sistema está sempre a crachar e os pais estão a ter muitos problemas”, afirmou Rui Martins. O ME garantiu que ao final da manhã de terça-feira, 94% dos alunos já estavam inscritos no pré-escolar e no 1º ano.

Devolução de manuais escolares deve ser suspensa
A suspensão da devolução dos manuais escolares proposta pelo CDS-PP deverá ser esta sexta-feira aprovada na generalidade no Parlamento com os votos de todos os partidos exceto o PS. O Ministério da Educação instruiu as escolas a aceitarem a devolução por parte das famílias, após a aprovação na especialidade da proposta do CDS-PP. Francisco Rodrigues dos Santos, líder centrista, exigiu esta quinta-feira que o Governo suspenda a recolha de manuais.

pormenores
Recuperar matéria
O CDS-PP e os restantes partidos da oposição alegam que os manuais não devem ser devolvidos para os alunos poderem recuperar no próximo ano letivo conteúdos que ficaram por lecionar devido à pandemia. O ME diz que a recuperação pode ser feita sem manuais.

Reitores pedem reforço
Os reitores das universidades avisam que para haver aulas presenciais no próximo ano letivo é preciso um reforço de verbas para a Ação Social, meios digitais e prevenção da Covid-19.

Conferência Virtual Educa
A conferência Virtual Educa, que estava prevista para este mês em Lisboa, vai realizar-se online, com cerca de 300 mil professores de 100 países, e terá como tema a preparação do próximo ano letivo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)