Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Marta Temido: “Podemos ir até mil camas em cuidados intensivos para Covid-19, mas com prejuízo para outras doenças”

Ministra não descarta a possibilidade de haver um confinamento mais rígido.
Correio da Manhã 26 de Novembro de 2020 às 08:29
Marta Temido, ministra da Saúde
marta temido
Marta Temido, ministra da Saúde
marta temido
Marta Temido, ministra da Saúde
marta temido
A ministra da Saúde, Marta Temido, explicou esta terça-feira que o Sistema Nacional de Saúde (SNS) pode ter até mil camas de cuidados intensivos (UCI) disponíveis para doentes Covid-19, no entanto, trará prejuízo a outros doentes. Temido também não descarta a possibilidade de haver um confinamento mais rígido, durante uma entrevista ao Públio/Renascença. 

"
Estamos a aguentar-nos, a procurar quebrar a curva. Dezembro vai ser necessariamente um mês muito difícil e um mês particularmente exigente para todos", disse.

Relativamente às UCI, a ministra aponta que o número de camas disponíveis tem sido ajustado e que varia diariamente.

"No final deste mês abrirão mais 28 camas no centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, e abrirão mais 11 camas no Hospital Fernando da Fonseca. À data de ontem (terça-feira) havia havia 498 internados em UCI e a capacidade que tínhamos para acolher doentes covid podia ir numa primeira fase até às 589 camas e depois até às cerca de mil camas com prejuízo de outra atividade assistencial e é isso que nos preocupa". 



Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Covid-19 Marta Temido SNS Públio/Renascença economia negócios e finanças
Ver comentários