Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Ponta Delgada vai usar verbas da passagem de ano para apoiar famílias e empresas

Além do festival pirotécnico, o município de São Miguel decidiu também cancelar o grande concerto de passagem de ano.
Lusa 24 de Novembro de 2020 às 17:45
Passagem de Ano nos Açores
Passagem de Ano nos Açores FOTO: Tiago Sousa Dias
A Câmara de Ponta Delgada cancelou o festival pirotécnico de passagem de ano para evitar a concentração de pessoas no centro histórico da cidade, e vai canalizar as verbas do evento para o apoio às familias e empresas.

Numa nota enviada esta terça-feira às redações, a maior autarquia dos Açores adianta que "cancelou o tradicional festival pirotécnico para evitar atrair e concentrar demasiadas pessoas no centro histórico da cidade", considerando "as crescentes recomendações das autoridades de saúde", em virtude da pandemia de covid-19.

"A verba municipal que se encontrava destinada para o efeito, através de protocolo que seria celebrado com a Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada, no montante global de 35 mil euros, será aplicada em iniciativas de apoio local às famílias e às empresas, considerando as dificuldades socioeconómicas decorrentes da pandemia de covid-19", explica a autarquia presidida por Maria José Lemos Duarte (PSD).

Em alternativa, e segundo a autarquia de Ponta Delgada, a câmara "vai adquirir localmente uma girândola de foguetes a disparar sobre a cidade, que as pessoas poderão ouvir sem necessidade de saírem das suas casas", assinalando "o momento simbólico da passagem de ano".

Além do festival pirotécnico, o município de São Miguel decidiu também cancelar o grande concerto de passagem de ano tradicionalmente realizado nas Portas da Cidade, adiantando que "alguns artistas locais, contratados no âmbito do apoio à cultura, percorrerão a cidade em três veículos adaptados para levarem animação musical de caráter itinerante às zonas residenciais de Ponta Delgada".

"Num ano atípico a todos os níveis", a Câmara Municipal de Ponta Delgada adianta também que está a preparar um programa de Natal e de Passagem de Ano 'simbólico', que "privilegia o 'online' e a animação itinerante".

Trata-se de um programa elaborado com o intuito de assinalar a quadra festiva, "num contexto de grande imprevisibilidade e sem descurar a questão da saúde e a necessidade de potenciar o comércio local", sublinha o vereador da Cultura e do Desenvolvimento Social, Paulo Mendes, citado na nota da autarquia.

O programa de Natal, que se estende até 01 de janeiro de 2021, inicia-se esta sexta-feira e privilegia os concertos online e as atuações itinerantes, envolvendo 127 artistas na dinamização do centro histórico da cidade.

Para sexta-feira está marcada a inauguração da iluminação de Natal nas Portas da Cidade, às 18h00 locais (19h00 em Lisboa).

Ver comentários