Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Portugal deve voltar à "lista negra" do Reino Unido ainda esta semana

Aumento no número de novos casos registado nas últimas semanas em Portugal deverá levar Londres a impor novamente a quarentena obrigatória.
Jornal de Negócios 1 de Setembro de 2020 às 22:18
Apenas duas semanas após ter sido retirado pelo Reino Unido da lista de países que obrigavam a que os viajantes cumprissem uma quarentena Portugal deverá voltar a ser excluído dos "corredores aéreos" definidos por Londres, avança esta terça-feira a BBC. A decisão deverá ser anunciada já esta quinta-feira.

De acordo com a estação televisiva, que cita fontes governamentais, os ministros britânicos tomarão a decisão depois de amanhã e, segundo uma das fontes, "é muito provável" que Portugal seja colocado novamente na "lista negra".

Já na noite de segunda-feira, o embaixador britânico em Portugal, através do Twitter, alertava para a necessidade de os viajantes estarem preparados para a eventualidade de os países que visitam serem colocados na lista de geografias que obrigam a uma quarentena no regresso ao Reino Unido.

A hipótese de Portugal ser novamente excluído dos países isentos da quarentena tem vindo a ganhar força desde que o número de casos reportados aumentou significativamente, a partir da última semana de agosto.

Corrida de britânicos às viagens para evitar quarentena

A BBC indica ainda que o "fantasma" da quarentena levou a uma autêntica corrida dos britânicos que se encontram de férias em Portugal para comprarem bilhetes de regresso ao Reino Unido. 

No Algarve, a easyJet esgotou todos os voos a partir de Faro para os aeroportos britânicos para esta quarta, quinta e sexta-feira.

E a British Airways está a vender bilhetes de Faro para o aeroporto londrino de Heathrow para voos nba quinta-feira por 554 libras, quando a mesma viagem custa apenas 139 libras se for efetuada sete dias mais tarde.

Desde que Londres anunciou a retirada de Portugal da "lista negra", a 20 de agosto, foram milhares os britânicos que viajaram para o país, particularmente para o Algarve.

A confirmar-se a saída de Portugal dos chamados "corredores aéreos" será um rude golpe para o setor do turismo português. No Reino Unido, entretanto, os operadores turísticos e companhias aéreas pressionam o Governo para que a imposição das quarentenas seja fixada tendo em conta regiões e não países por inteiro.

E, nesse sentido, os operadores turísticos frisam que, no caso de Portugal, o Algarve continua a registar um número de casos diminuto.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários