Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Portugueses animam praias no Algarve

Tempo agradável permitiu procura acima das expectativas na região mais a sul.
José Carlos Eusébio e Diana Santos Gomez 14 de Junho de 2020 às 01:30
A praia do Inatel, em Albufeira
A praia do Inatel, em Albufeira FOTO: Nuno Alfarrobinha

O Algarve foi o destino escolhido por milhares de portugueses nestas miniférias. Depois de dias de céu nublado e alguma chuva, o sol brilhou este sábado, o que permitiu que as praias registassem uma boa afluência de banhistas. Nalgumas zonas balneares, como a do Inatel, em Albufeira, chegou mesmo a ser içado o sinal amarelo (indicando uma ocupação elevada). A temperatura da água do mar rondou os 19 graus.

"Não podíamos vir ao Algarve sem dar um mergulho", referiu ao CM um dos turistas, da zona de Lisboa. Da parte dos hoteleiros, Elidérico Viegas, presidente da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve, admite uma procura "superior às expectativas iniciais". Mas as restrições impostas pela pandemia estão a gerar queixas dos empresários dos apoios recreativos de praia, como os que têm gaivotas, que não podem ainda exercer a atividade. António Marques Vidal, presidente da Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos, diz que estão em causa "92 empresas" e mais de "600 empregos diretos", só na região do Algarve.

Este sábado, começaram a ser vigiadas as praias do concelho de Matosinhos, num investimento de 100 mil euros, apesar de a época balnear só arrancar no dia 27. Em Aveiro, a abertura da época balnear foi marcada na Praia de São Jacinto com o hastear da Bandeira Praia Acessível Para Todos, e da Bandeira Qualidade de Ouro 2020, atribuída pela Quercus. Mais a sul, nove praias do concelho de Grândola inauguraram a época balnear na costa alentejana.

PORMENORES
Costa alentejana
As primeiras praias da região a abrir foram Melides, Aberta-Nova, Carvalhal, Comporta, Galé-Fontainhas, Pego, Troia-Bico das Lulas, Troia-Mar e Camarinhas, todas do concelho de Grândola.

3
Devido à pandemia, há regras especiais a cumprir nas praias. A distância permitida entre diferentes grupos é de metro e meio e de 3 metros entre chapéus de sol e toldos.

Sinalética
A Agência Portuguesa do Ambiente definiu as lotações máximas por cada praia. Para controlar a ocupação, há sinais ou semáforos: verde (baixa), amarelo (elevada) e vermelho (plena).

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)