Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Profissões do século XIX continuam a ser as preferidas dos jovens

Mais de metade dos alunos opta por trabalhar em dez áreas.
Bernardo Esteves 23 de Janeiro de 2020 às 01:30
Trabalhadores
Trabalhadores
Trabalhadores
Trabalhadores
Trabalhadores
Trabalhadores
Médico, professor, veterinário, polícia, gestor ou engenheiro, profissões que já existiam no século XX e até no século XIX, continuam a ser algumas das mais desejadas pelos jovens, revelam novos dados do estudo PISA da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

"São dados preocupantes, o estudo mostra que há demasiados jovens a ignorar ou sem conhecer o novo tipo de profissões que estão a surgir como resultado da digitalização", afirmou Andreas Schleicher, diretor da OCDE para a área da Educação.

O estudo revela que a concentração nas mesmas profissões está a aumentar, com 53 % das raparigas e 47 % dos rapazes a optar por apenas dez áreas, segundo dados de 2018 relativos a 41 países da OCDE.

Em Portugal as taxas são ainda mais elevadas: 58% dos rapazes optam pelas mesmas áreas, assim como 54% das raparigas. Jovens carenciados são os que mais escolhem entre menos opções.
Cooperação Desenvolvimento Económico PISA da Organização OCDE questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)