Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Quarta edição do Prémio de Voluntariado Universitário Santander Universidades distingue projetos solidários

Projetos selecionados abrangem sete distritos. Conheça os 10 finalistas que foram a concurso.
Correio da Manhã 6 de Dezembro de 2019 às 15:38
4ª edição do Prémio de Voluntariado Universitário Santander Universidades
Projeto 'Escolas de Superpoderes'
Projeto 'GBZ - Desenvolvimento e Integração Social'
Projeto 'Já T'Explico'
Projeto 'ShareToy'
Projeto 'U.Dream'
Projeto 'Programa de Voluntariado Intergeracional - Qualidade'
Projeto 'Olival Ecológico e Solidário'
Projeto 'Geração Unida'
Projeto 'Acordar Coimbra'
Projeto 'Comunidade para uma Vida Saudável'
4ª edição do Prémio de Voluntariado Universitário Santander Universidades
Projeto 'Escolas de Superpoderes'
Projeto 'GBZ - Desenvolvimento e Integração Social'
Projeto 'Já T'Explico'
Projeto 'ShareToy'
Projeto 'U.Dream'
Projeto 'Programa de Voluntariado Intergeracional - Qualidade'
Projeto 'Olival Ecológico e Solidário'
Projeto 'Geração Unida'
Projeto 'Acordar Coimbra'
Projeto 'Comunidade para uma Vida Saudável'
4ª edição do Prémio de Voluntariado Universitário Santander Universidades
Projeto 'Escolas de Superpoderes'
Projeto 'GBZ - Desenvolvimento e Integração Social'
Projeto 'Já T'Explico'
Projeto 'ShareToy'
Projeto 'U.Dream'
Projeto 'Programa de Voluntariado Intergeracional - Qualidade'
Projeto 'Olival Ecológico e Solidário'
Projeto 'Geração Unida'
Projeto 'Acordar Coimbra'
Projeto 'Comunidade para uma Vida Saudável'
A 4ª edição do Prémio Voluntariado Universitário distinguiu esta quinta-feira, em Lisboa, o projeto ‘Comunidade por uma vida saudável’, do Instituto Politécnico de Setúbal, o ‘Gerações Unidas’, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, e as ‘Escolas Superpoderes’, da Universidade do Porto (UP).

A UP voltou a ser distinguida com a menção honrosa ‘IES +Solidária’, por ter sido a instituição a apresentar mais candidaturas, e foi acompanhada, pela primeira vez, pelo Instituto Politécnico de Setúbal.

No total, foram 10 os finalistas desta edição do Prémio de Voluntariado Universitário (PVU) Santander Universidades, que atraiu um total de 100 candidaturas de 16 distritos do País – um número recorde de candidatos, o dobro do registado no ano anterior. Os projetos a concurso mobilizaram 4000 voluntários em causas das mais diversas áreas sociais, com impacto em 100 000 pessoas.

Os 10 projetos selecionados abrangeram os distritos de Aveiro, Braga, Coimbra, Portalegre, Porto, Setúbal e Vila Real. Entre os temas dos projetos candidatos apresentados a concurso, 31,5% diziam respeito à Inclusão Social, 17,8% à Saúde, 11% à Educação, 11% à problemática do Envelhecimento e 9,6% ao Desenvolvimento de competências.

Jovens (27%), Crianças (14%), Idosos (11%), Famílias (7%), Imigrantes e Pessoas com Deficiência (4%) e Doentes (2%) são alguns dos beneficiários aos quais são dirigidos.

Tendo em conta a importância deste prémio, foi decidido reforçar o apoio financeiro nas diferentes categorias. Cada um dos três projetos vencedores recebeu 4000 euros, enquanto os restantes sete finalistas tiveram direito a um prémio de 1000 euros cada. Existiu ainda um Prémio Comunicação para o vídeo finalista com o maior número de votos online, no valor de 1000 euros. A seleção do vencedor foi realizada através de votação do público no website do Prémio Voluntariado Universitário. A cerimónia de entrega dos prémios decorreu esta quinta-feira, 5 de dezembro, às 15h00, na sede do Banco Santander, em Lisboa.

Conheça os dez projetos universitários finalistas:

Escolas de Superpoderes
O que é:
Franchising social para a criação de ‘Escolas de Superpoderes’ em que as intervenções enquadradas no movimento são desenhadas em cada comunidade e de acordo com as necessidades identificadas.
Tema:
Inclusão social de crianças e desenvolvimento de competências sociais.
Quem:
Associação Juvenil Transformers Universidade do Porto.
Como:
O modelo tem por base mentores voluntários que dão aulas semanais de diferentes talentos (culinária, futebol, kickboxing, remo, surf, expressão musical, teatro, meditação, fotografia, etc.), crianças e jovens em risco de escolas, bairros sociais, prisões juvenis ou centros de acolhimento. Posteriormente estes jovens devem identificar problemas nas suas comunidades e criarem ações para os minimizarem (payback). Desenvolvido em 22 cidades com 600 crianças, 50 mentores voluntários;
Apoio Santander:
O financiamento irá permitir impactar 100 jovens em risco de exclusão social e com problemas de aprendizagem, em entidades que não tenham a capacidade de pagar o projeto. Garantindo parte das despesas de materiais para as atividades, comunicação e marketing, seguros e despesas de deslocação de voluntários.



GBZ - Desenvolvimento e Integração Social
O que é: Fomentar a coesão social entre crianças e jovens de meios socioeconómicos e culturais diferentes, através da realização de atividades ao longo do ano.
Tema:
Inclusão social de crianças e desenvolvimento de competências de cidadania.
Quem:
GBZ - Associação para a Promoção do Desenvolvimento e Integração Social de Crianças e Jovens. Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Católica de Braga.
Como:
Desenvolvimento de atividades com grupos jovens de escalões sociais diferentes, em que o foco de trabalho é a diferença social para que esta se torne riqueza e não motivo de exclusão. A formação pessoal/social das crianças é assegurada por um grupo de 100 voluntários entre os 18 e os 25 anos que promovem, ao longo de todo o ano, atividades pedagógicas, criativas e lúdicas. Associação mantém a sua sustentabilidade através de campanhas de angariação de fundos e venda de merchandising.
Apoio Santander: Irá permitir alargar o projeto, financiamento de campo de férias de crianças mais novas.



Já T'Explico
O que é: Combater o insucesso escolar de crianças em situações socioeconómicas difíceis.
Tema: Educação
Quem: Grupo informal de estudantes da Universidade do Porto.
Como: Disponibilização de apoio escolar e explicações a alunos do 2º e 3º ciclos em situação de desvantagem socioeconómica. A intervenção inclui ainda a organização de atividades lúdicas e de promoção da cidadania. Já foram impactadas 58 crianças. Atualmente acompanham cerca de 30 alunos em regime contínuo.
Apoio Santander: Irá permitir escalar o projeto, permitindo apoiar um número maior de aprendizes com o financiamento de mais atividades e uma maior divulgação do projeto.



ShareToy
O que é: Recolha de brinquedos danificados que são reparados por alunos das áreas de eletrónica, telecomunicações e informática e posteriormente doados a instituições com crianças.
Tema: Economia circular.
Quem: Institute of Electrical and Electronics Engineers Universidade de Aveiro
Como: Esta iniciativa tem 3 fases: - recolha de brinquedos danificados, embora sejam aceites todo o tipo de brinquedos; reparação, onde estão planeadas 4 sessões de reparação no DETI (Dep. de Eletrónica, Telecomunicações e Informática da Universidade de Aveiro); fase de entrega às instituições, tornando todas as crianças carenciadas mais felizes, através de um presente na época de Natal. Contam com a participação de cerca 100 pessoas. Pretendem arranjar 300 brinquedos para entrega.
Apoio Santander: Investir em material técnico para a reparação de brinquedos (como impressoras 3D, o seu filamento, estação de solda, alicates, LED, baterias, pilhas). Material para divulgação do projeto (ex: lona, cartazes, investir numa campanha de comunicação).

 

U.Dream
O que é: Projeto social de educação não formal que tem como missão educar para o impacto social.
Tema: Inclusão social de crianças e desenvolvimento de competências de cidadania.
Quem: Associação U.DREAM Portugal Faculdade de Economia da Universidade do Porto.
Como: Utilizando a metodologia de impacto U.DREAM – Eu, Eu com os Outros e Eu na Comunidade. Um programa de 2 anos, dividido por 4 semestres, que se foca no desenvolvimento de competências pessoais e na envolvência na comunidade. Colocando simultaneamente em prática diversas experiências sociais que impactam diferentes públicos alvo e desenvolvendo no final um projeto de impacto social próprio.
Impacto do projeto: 2 lares de infância no Porto, 36 voluntários, 40 crianças carenciadas.



Programa de Voluntariado Intergeracional - Qualidade
O que é: Campo de férias para idosos em risco de abandono em que são dinamizadas atividades através de voluntariado jovem
Tema: Envelhecimento
Quem: Instituto Politécnico do Porto
Como: Organização de um campo de voluntariado jovem em que são dinamizadas atividades que têm como beneficiários idosos identificados pela autarquia como em risco de abandono ou isolamento. Este campo responsabiliza a cada jovem voluntário o papel de cuidador de uma pessoa sénior, com a missão de acompanhar, apoiar, partilhar experiências culturais e de lazer. Os seniores restabelecem assim laços emocionais e usufruem de uma espécie de ‘férias cá dentro’. Sustentabilidade financeira através do apoio monetário de P. Porto e C.M. Porto. Pretendem impactar entre 10 e 25 idosos sinalizados em Felgueiras.
Apoio Santander: Financiamento da segunda edição de um campo de voluntariado e outros programas que o Instituto Politécnico do Porto se encontra a desenvolver.



Olival Ecológico e Solidário
O que é: Apoio social através de valorização de produção agrícola existente na IES
Tema: Inclusão social
Quem: Associação Académica do Instituto Politécnico de Portalegre
Como: Valorização do Olival de 8 hectares existente no Politécnico de Portalegre, através da organização de atividades de apanha de azeitona no olival do campus, em conjunto com os beneficiários de diferentes instituições sociais locais fomentando a sua integração e conhecimento sobre o processo. Posterior transformação em azeite para doar às respetivas instituições, que abrangem como beneficiários pessoas com deficiência, famílias, crianças e jovens e idosos. Parcerias relevantes firmadas com entidades carenciadas beneficiárias, cooperativas de produção de azeite, junta de freguesia e outras universidades. Pretendem abranger cinco instituições sociais locais.
Apoio Santander: Distribuição de metade do valor pelas 5 instituições sociais que irão apoiar na colheita (Cerci; APPACDM; Santa Casa da Misericórdia de Portalegre; Internato; Lar de Infância e Juventude Especializado Pracachopos). A outra metade será alocada ao Departamento de Ação Social da AAIPP, para desenvolver projetos de cariz social.



Gerações Unidas
O que é: Combater o isolamento de idosos através de visitas domiciliárias.
Tema: Inclusão social de idosos
Quem: Associação sem fins lucrativos - Growgreen Food Association Universidade de Trás-os- -Montes e Alto Douro
Como: Este projeto promove visitas regulares (semanais) de voluntários à casa de idosos de Vila Real identificados e que já usufruem do apoio domiciliário de uma IPSS. Estas visitas têm como objetivo combater a solidão através da partilha de vivências entre estas duas gerações. Os voluntários são capacitados com ações de formação por profissionais qualificados. Pretendem ainda sensibilizar os alunos da UTAD para esta problemática, através da realização de workshops. Iniciou-se como piloto em 2019 com 5 beneficiários. (5 voluntários). Pretendem alargar o projeto para 10 beneficiários (10 voluntários) em 2020. 
Apoio Santander: A bolsa seria fundamental para a concretização de sonhos dos idosos (ex: como andar pela primeira vez de avião).



Acordar Coimbra
O que é: Incentivo à cidadania ativa, responsabilidade social e empreendedorismo dos estudantes universitários.
Tema: Desenvolvimento de competências de cidadania de jovens universitários.
Quem: Júnior Empresa da Universidade de Coimbra, Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.
Como: Organização de uma competição de ideias e/ou projetos para melhorar a cidade de Coimbra nas áreas sociais, ambientais e de planeamento urbano. Em 2-3 dias intensivos de formação, desenvolvimento e planeamento, as ideias ganham vida, são desenvolvidas e apresentadas segundo um painel de jurados, sendo atribuído um prémio monetário às melhores de cada categoria. Planeiam acrescentar um dia de palestras abertas, de modo a educar os locais no que concerne ao terceiro setor. Parcerias bem firmadas com várias entidades (ex: C.M. Coimbra, U. Coimbra, Outras Associações).
Apoio Santander: Financiamento da edição 2020 (custo do evento e prémio de 1000 euros para os 3 projetos vencedores), tendo o Santander como main sponsor (pois o valor do prémio é o total que pretendem angariar).



Comunidade para uma Vida Saudável
O que é: Combate ao isolamento social de idosos em bairros carenciados através da prática de atividade física.
Tema: Inclusão social de idosos.
Quem: Grupo informal de estudantes do Instituto Politécnico de Setúbal.
Como: Incentivo e oferta gratuita de práticas desportivas em bairros carenciados em Setúbal para reforçar a coesão social entre moradores (ex: caminhadas e corridas ao final do dia, passeios de canoagem, etc). A prática de atividades em conjunto permite estabelecer relações interpessoais entre os moradores, promovendo a coesão social. Esta ação pretende ainda avaliar a condição física geral e funcional dos moradores idosos, sensibilizando-os para a importância da atividade física e proporcionar momentos sociais de convívio. Preveem impactar cerca de 60 moradores (entre os 55 e 78 anos de idade), com a participação de 30 voluntários.
Apoio Santander: Atividades de interação e socialização (alimentação, transporte, aluguer de espaços e materiais). Workshops e Seminário. Avaliações e controlo das sessões. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)