Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Requalificação do IPO de Coimbra com investimento de 27,9 milhões de euros

Administração salienta que se trata de uma intervenção que vai contribuir para uma melhoria significativa no cuidar do doente oncológico.
Lusa 8 de Setembro de 2021 às 17:10
IPO Coimbra
IPO Coimbra FOTO: Carlos Jorge Monteiro
O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra consignou hoje a empreitada de requalificação do edifício da cirurgia e imagiologia por cerca de 27,9 milhões de euros, que tem um prazo de execução de dois anos.

Em comunicado, o conselho de administração salienta que se trata de uma intervenção que marcará de forma inexorável o IPO de Coimbra, a cidade e a região, uma vez que vai contribuir para uma melhoria significativa no cuidar do doente oncológico".

"Esta obra implicará alterações no 'campus' hospitalar e área envolvente, necessárias à sua execução, garantindo a atividade do IPO de Coimbra e a segurança de doentes e profissionais", refere a nota.

A empreitada insere-se num plano de requalificação de todo o 'campus' de saúde do IPO Coimbra, que incluiu também a construção de novo bloco operatório periférico, com duas salas cirúrgicas, num investimento de 1,8 milhões de euros.

O IPO de Coimbra investiu ainda 200 mil euros na reconfiguração do Setor de Virologia, integrado no Laboratório de Patologia Clínica, o qual "visa capacitar a instituição e a região Centro de uma infraestrutura cabal do ponto de vista técnico e científico" para dar resposta laboratorial ao diagnóstico do novo coronavírus.

Além destes investimentos, a administração adquiriu dois novos aceleradores lineares para substituir equipamentos com mais de uma década de atividade, num investimento superior a 5,8 milhões de euros.

O primeiro acelerador foi instalado em abril e o segundo prevê-se que chegue em novembro.

Os dois novos equipamentos visam reforçar o posicionamento do IPO de Coimbra "como instituição de referência na região Centro nos tratamentos de radioterapia".

Ver comentários