Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Restaurantes de Rabo de Peixe fora da cerca podem abrir até às 15h00

Até agora, os estabelecimentos apenas podiam funcionar para serviço de entregas ao domicílio.
Lusa 26 de Fevereiro de 2021 às 18:48
Vila piscatória de Rabo de Peixe
Vila piscatória de Rabo de Peixe FOTO: Lusa
Os restaurantes da freguesia de Rabo de Peixe que se encontram fora da cerca sanitária vão poder abrir até às 15h00, com limitação de quatro pessoas por mesa, anunciou hoje o secretário Regional da Saúde do Governo dos Açores.

Em conferência de imprensa para atualizar as medidas de combate à pandemia de covid-19 no arquipélago, Clélio Meneses adiantou que o Conselho de Governo determinou também a testagem dos alunos de Rabo de Peixe "para voltarem à sua atividade letiva normal".

"Após a conclusão dessa testagem, e de acordo com o resultado, poderão os alunos voltar a ter acesso à escola", afirmou o secretário Regional, que falava na cidade da Horta, ilha do Faial, onde decorrem os trabalhos plenários da Assembleia Legislativa açoriana.

Relativamente aos espaços de restauração da freguesia que se encontram fora do perímetro da cerca sanitária, passam a poder estar abertos até às 15h00, "com limitação da capacidade por mesa de quatro pessoas, salvo se do mesmo agregado familiar".

"Entre 15h00 e as 22h00 esses estabelecimentos poderão funcionar em regime take-away ou serviço ao domicilio", acrescentou.

Até agora, os estabelecimentos apenas podiam funcionar para serviço de entregas ao domicílio.

Na segunda-feira, o diretor regional de Saúde dos Açores, Berto Cabral, anunciou que a cerca sanitária de Rabo de Peixe seria restringida a uma zona específica da vila, aplicando medidas de alto risco àquela localidade e de médio risco ao concelho da Ribeira Grande.

A cerca sanitária em Rabo de Peixe está em vigor desde 13 de janeiro, mas desde 05 de fevereiro já só se aplicava a uma parte da vila.

Contudo, desde quarta-feira apenas está a ser aplicada ao "território a norte da Rua da Praça e na Rua da Nossa Senhora de Fátima, incluindo o bairro situado nas ruas Francisco Andrade e Afonso Maria Tavares".

Segundo adiantaram as autoridades de saúde na altura, a medida deverá prolongar-se até 01 de março.

"[O Governo Regional decidiu] manter a cerca sanitária na vila de Rabo de Peixe, com o perímetro mais restrito, como determinado na segunda-feira pela Autoridade de Saúde Regional, por ser o local onde está concentrado o único foco de contaminação nos Açores", afirmou hoje Clélio Meneses.

Na conferência de imprensa, o secretário Regional da Saúde lembrou ainda que em Rabo de Peixe está proibida a "circulação pedonal, automóvel, motorizada ou similar" na via pública entre as 20h00 e as 05h00 durante a semana e das 15h00 às 05h00 ao fim de semana.

Naquela freguesia do concelho da Ribeira Grande toda a atividade comercial deve encerrar às 20h00 durante a semana e às 15h00 no fim de semana, à exceção dos serviços essenciais, acrescentou.

Clélio Meneses referiu ainda que o Governo dos Açores vai distribuir de "forma massiva e gratuita" máscaras por Rabo de Peixe.

A Autoridade de Saúde dos Açores informou hoje que, nas últimas 24 horas, não houve registo de novos casos positivos de covid-19 na região, tendo recuperado da doença três doentes.

Assim, os Açores contam hoje com 56 casos ativos, sendo 47 em São Miguel, oito no Pico e um no Faial.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.508.786 mortos no mundo, resultantes de mais de 112,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.243 pessoas dos 802.773 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários