Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Segundo ensaio clínico com cloroquina lança polémica

Médico diz que já provou eficácia.
João Vaz 31 de Março de 2020 às 08:16
Regressa a polémica à volta dos métodos de Didier Raoult, especialista em doenças contagiosas
Regressa a polémica à volta dos métodos de Didier Raoult, especialista em doenças contagiosas FOTO: EPA/Christophe Petit Tesson

A publicação dos resultados de um segundo ensaio clínico, em doentes Covid-19, com o medicamento derivado da cloroquina reabriu a polémica à volta dos métodos de Didier Raoult, especialista francês em doenças contagiosas. Aos críticos das conclusões com base num grupo de 26 doentes, apresentou novo ensaio clínico com 80 infetados e está a ser outra vez contestado.

No segundo teste, metade dos doentes tinha menos de 50 anos e receberam 200 mg de hidroxicloroquina, derivado da cloroquina, três vezes ao dia, durante dez dias, e ainda 250 mg de azitromicina durante cinco dias. Em resultado, 65 pessoas tiveram alta sem problema, 12 passaram por terapia com oxigénio e também ficaram curadas, e três passaram aos Cuidados Intensivos. Destas, uma acabou curada, outra continua internada e a terceira faleceu.

O médico considera estar provada a eficácia do medicamento, mas os críticos dizem que os números são iguais ao balanço da Organização Mundial da Saúde sobre 600 mil infetados: 85% de casos benignos e 15% de graves com 5% a morrer. Criticam ainda não ter incluído doentes com tratamento comum para verificar se medicamentação em teste não funcionou apenas como placebo.

AVANÇOS DA INVESTIGAÇÃO
Toxidade cardíaca
A direção de Saúde da Nova Aquitânia, Sudoeste de França, alertou para casos de toxidade cardíaca, exigindo Cuidados Intensivos, devido a automedicamentação com derivados da cloroquina contra a Covid-19.

Contas dos EUA
A agência norte-americana para as doenças infeciosas admitiu, através do seu diretor, Anthony Fauci, que a Covid-19 provocará, nos EUA, entre 38 mil e 160 mil mortes. Lembrou que em 2018-19 se registaram 34 mil mortes devido à gripe.

Sequenciações
A plataforma Nextstrain.org, onde se depositam as sequenciações do genoma feitas a vírus SARS-CoV-2, para seguir a sua evolução, acumulava esta segunda-feira 2077 trabalhos. Os EUA registam o maior contributo com 472 estudos. Portugal tinha 43.

Cerco sanitário
Após dois meses de quarentena total, vai ser levantada, a 8 de abril, a proibição de deslocações a partir da cidade chinesa de Wuhan. As pessoas começaram a poder sair da cidade na passada quarta-feira, mas é exigida autorização médica.

Cuidados Intensivos Covid-19 Didier Raoult EUA saúde tratamentos medicamentos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)