Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Seis toneladas de lixo recolhidas nas praias entre Tróia e Sines

Ação de limpeza, da Associação Brigada do Mar, decorreu esta semana nos cerca de 65 quilómetros de praias contínuas.
Joaquim Bernardo 20 de Setembro de 2020 às 11:32
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano
Ação de limpeza, praias, Tróia, Sines, lixo, brigada do mar
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano contou com a presença do Ministro do Mar
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano contou com a presença do Ministro do Mar
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano
Ação de limpeza, praias, Tróia, Sines, lixo, brigada do mar
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano contou com a presença do Ministro do Mar
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano contou com a presença do Ministro do Mar
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano
Ação de limpeza, praias, Tróia, Sines, lixo, brigada do mar
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano contou com a presença do Ministro do Mar
Iniciativa de limpeza das praias do Litoral Alentejano contou com a presença do Ministro do Mar

A Brigada do Mar, uma associação de voluntários que desenvolve ações de proteção da biodiversidade, recolheu seis toneladas de lixo, durante uma ação de limpeza das praias do litoral alentejano, entre Troia e Sines, que terminou ontem.

A iniciativa, desenvolvida em parceria com o projeto TransforMar, lançado pelo Lidl Portugal, teve como objetivo proceder à limpeza dos cerca de 65 quilómetros de areal contínuo, entre Troia e Sines, recolhendo resíduos, como plásticos, cordas e redes de pesca, esferovite, garrafas de plástico, bidons de óleo, madeiras, calçado e muitos outros objetos relacionados com a atividade da pesca.

Devido à pandemia Covid-19, a ação de limpeza, contou apenas com a participação de dez voluntários e pretendeu "libertar o complexo dunar deste lixo que se deposita, mata a vegetação fazendo com que a duna perca a sua capacidade de defesa da orla costeira" explicou Simão Acciaioli, um dos dinamizadores da Brigada do Mar, a assinalar 12 anos de existência.

"Oitenta e cinco por cento do que encontramos nas praias tem a ver com a atividade de pesca, muitas porque se perdem e outras porque as pessoas deitam ao mar o lixo que produzem", acrescentou.

O Ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, associou-se à iniciativa e destacou a importância de a sociedade mudar comportamentos e reduzir os desperdícios.

"Estas ações são muito importantes porque permitem limpar a nossa costa e torna-la mais saudável. Por outro lado, permite recolher informação que é útil para percebermos melhor como devemos gerir o nosso lixo a montante e mostrar o tipo e quantidade que é recolhido e com isso sensibilizar a sociedade para mudar comportamentos e reduzir o desperdício".

O governante viu a quantidade e os diferentes tipos de resíduos recolhidos nos últimos dias, e louvou "o trabalho voluntário de limpeza e de sensibilização ambiental que a Brigada do Mar faz, nomeadamente em escolas".

Ao abrigo da parceria com o projeto TransforMar, os resíduos em plástico e metal serão convertidos num valor que será doado a instituições de solidariedade social.

Nos últimos 12 anos, a associação que tem sede em Melides, no concelho de Grândola, já limpou em Portugal mais de 1.400 quilómetros de costa, retirou mais de 800 toneladas de lixo das praias.

Tróia Sines Brigada do Mar Troia ambiente questões sociais limpeza ambiental limpeza
Ver comentários