Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Sente-se ansioso devido à pandemia do coronavírus? Siga os conselhos desta psicóloga

Comer bem, dormir bem e estabelecer as rotinas são algumas das dicas para uma quarentena mais saudável.
3 de Abril de 2020 às 17:41
Lisboa está vazia. Ao segundo dia do Estado de Emergência, é este o cenário na capital do País
Lisboa está vazia. Ao segundo dia do Estado de Emergência, é este o cenário na capital do País FOTO: João Cortesão
A pandemia do coronavírus e a obrigatoriedade de estar muito tempo em casa pode levar a estados de ansiedade ou ainda a crises que parecem não ter fim.

Num grupo de Facebook criado para que profissionais de saúde esclareçam dúvidas da população sobre a Covid-19, e que já conta com mais de 500 mil membros, Ana Pinto, psicóloga, deixa algumas dicas de como treinar o cérebro e ajudar a passar esta fase complicada. 

Pensar positivo é o primeiro ponto. "Eu consigo" ou "eu sou capaz" pode parecer inócuo mas é importante repetir.

O segundo ponto é focar nas conquistas. "Quantos de nós até há pouco tempo diriam que iríamos conseguir enfrentar uma realidade como a que estamos a viver?", questionou a psicóloga salientando que a verdade é que os dias vão passando, um a seguir ao outro, e que nós continuamos a vivê-los. Logo, conseguimos.

Perspectivar metas e a médio e longo prazo pode ajudar a esquecer que estamos confinados a quatro paredes e planear o que está para vir. 

Outro dos objetivos para que a ansiedade não tome conta da nossa mente é descentrar do que não está no nosso controlo mas ao mesmo tempo fazer o que podemos para rumarmos no mesmo sentido. 

O quinto ponto é igualmente importante: Estabelecer rotinas para nos mantermos saudáveis. Também é preciso comer bem, descansar e dormir. Os exercícios de respiração e relaxamento podem ajudar. 

"Não esquecer a gratidão", salienta a psicóloga Ana. Todos devemos agradecer e partilhar os medos com a família, amigos e conhecidos. Se não for possível, podemos escrever ou verbalizar. "Basta uma palavra ou um minuto. Dizê-la em voz alta e perceber que é real", explicou a profissional.
pandemia coronavírus covid-19 psicóloga conselhos quarentena isolamento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)