Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Sociedade de Transportes Coletivos do Porto reduz 10% da oferta nos próximos fins de semana e feriados

STCP toma medida após uma quebra de 70% na procura ao fim de semana.
Lusa 26 de Novembro de 2020 às 16:22
Autocarro da STCP
Autocarro da STCP FOTO: António Rilo/Correio da Manhã
A Sociedade de Transportes Coletivos do Porto vai reduzir em cerca de 10% a oferta a partir das 13h00 de sábados, domingos e feriados, após uma quebra de 70% na procura ao fim de semana, divulgou esta quinta-feira a empresa.

Em comunicado, a STCP afirma que a procura nas tardes dos dois fins de semanas passados caiu 70% e que, por esse motivo, face ao Estado de Emergência, vai alterar a sua oferta nos próximos fins de semana.

Este ajuste na rede foi definido pela STCP juntamente com a Área Metropolitana do Porto (AMP), tendo em consideração "não só as medidas em vigor na região impostas pelo Estado de Emergência, mas também os reduzidos níveis de procura constatados nos fins de semana anteriores, nos períodos após as 13:00", esclarece.

Segundo a operadora de transportes públicos rodoviários, a partir das 13:00 de sábados, domingos e feriados a oferta será reduzida em cerca de 10%, "penalizando ao mínimo os clientes".

Nas tardes dos fins de semana de 28 e 29 de novembro, 05 e 06 de dezembro e nos feriados de 01 e 08 de dezembro, serão suspensas nove linhas de autocarro em que a "procura foi muito baixa", tais como a linha 207 (que faz a ligação Campanhã-Mercado da Foz), a linha 208 (Aliados-Aldoar), a linha 209 (Pasteleira -- Prelada) e a linha 304 (Aliados -- Sta. Luzia).

O mesmo acontece à linha 403 (que faz a ligação Boavista- Gatões), a linha 503 (Boavista -- Campanhã), a linha 707 (Hospital São João -- Via Arregadas), a linha 900 (Cordoaria -- Sto. Ovídio) e a linha ZC (Estadio do Dragão -- Areias).

Apesar da supressão destas nove linhas, a operadora afirma que "houve a preocupação de garantir soluções de mobilidade alternativa através de outras linhas, assegurando-se assim a oferta de transporte público no Porto, Gaia, Gondomar, Maia, Matosinhos e Valongo".

Nas vésperas de feriado, dias 30 de novembro e 07 de dezembro, a STCP vai praticar o horário "Férias Escolares", sendo que nenhuma linha será suprimida nesses dias.

Segundo a STCP, à semelhança dos fins de semana anteriores, os elétricos do Porto deixam de circular a partir das 13:00 nos dois sábados, domingos, feriados e vésperas de feriados, sendo que também o Museu do Carro Elétrico cumprirá esses horários, à exceção das vésperas de feriados em que estará "totalmente encerrado".

Em resposta à agência Lusa a 12 de novembro, fonte da empresa explicou que, desde a segunda semana de outubro - em que a STCP atingiu o número "máximo" diário passageiros transportados desde o desconfinamento (200 mil) -, a procura tem vindo tendencialmente a diminuir.

"Evidencia-se uma tendência de diminuição de procura e, na última semana do mês, regista-se uma descida na procura media diária de 7%", referiu a STCP, adiantando que os dados mais recentes da primeira semana de novembro indicam que se mantém a tendência de descida.

A procura na primeira semana de novembro representa 61% quando comparada com o período homólogo, traduzindo-se numa média de 167 mil passageiros por dia útil.

Portugal contabiliza pelo menos 4.209 mortos associados à covid-19 em 280.394 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 08 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

Durante a semana, o recolher obrigatório tem de ser respeitado entre as 23:00 e as 05:00, enquanto nos fins de semana e feriados a circulação está limitada entre as 13:00 de sábado e as 05:00 de domingo e entre as 13:00 de domingo e as 05:00 de segunda-feira.

Ver comentários