Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Técnico italiano internado no Hospital de São João no Porto por suspeitas de coronavírus

Homem trabalhava na reparação de uma máquina numa fábrica de calçado em Felgueiras.
José Eduardo Cação, Miguel Balança, A.G., J.S. e M.J.B. 1 de Fevereiro de 2020 às 01:30
Empresário de Felgueiras com suspeitas de coronavírus no Porto
Empresário de Felgueiras relatou o que aconteceu na sua fábrica
Coronavírus
Empresário de Felgueiras com suspeitas de coronavírus no Porto
Empresário de Felgueiras relatou o que aconteceu na sua fábrica
Coronavírus
Empresário de Felgueiras com suspeitas de coronavírus no Porto
Empresário de Felgueiras relatou o que aconteceu na sua fábrica
Coronavírus

Um homem de nacionalidade italiana, de 63 anos, que se encontrava a reparar uma máquina numa fábrica de calçado em Revinhade, Felgueiras, foi esta sexta-feira confirmado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) como o segundo caso suspeito de infeção pelo novo coronavírus em Portugal.

"Este doente regressou da China no dia 22 de janeiro, onde teve contacto com um cidadão com provável infeção pelo 2019-nCoV", avançou esta sexta-feira a Autoridade Nacional de Saúde, ao final do dia. Ao que o CM apurou, o homem viajou para aquele país do continente asiático no dia 8 deste mês, acompanhado por três amigos. O grupo regressou a Itália no dia 22, tendo chegado a Portugal a 25 de janeiro. O técnico trabalhava desde então em várias fábricas da zona de Felgueiras.

"[Esta sexta-feira] chegou por volta das 11h00. Eram 14h30 e sentiu-se mal, com febre e dificuldade em respirar. Nós levamo-lo a um médico para despistar se era gripe. Soubemos depois que tinha estado dez dias na China. Despertámos de imediato a Saúde 24. Mandaram uma ambulância dos Voluntários de Felgueiras, com dois bombeiros", contou ao CM Armindo Peixoto, o proprietário da fábrica que - por precaução e indicação dos bombeiros - colocou os 90 funcionários em isolamento. Ao final do dia já tinham regressado a casa.

"Não houve um médico. Não estamos minimamente preparados seja para o que for", desabafa. O técnico italiano deu entrada às 21h12 na Unidade de Doenças Infecciosas no Hospital de São João, Porto, para onde seguiu depois de ter estado várias horas no interior da ambulância a aguardar o transporte – desde as 16h30. Os amigos com quem viajou para a China não apresentavam sintomas da infeção pelo novo coronavírus. A DGS desmentiu esta sexta-feira, ao final do dia, um outro caso de infeção pelo novo coronavírus no Hospital de Cascais.

Portugueses devem embarcar este domingo rumo a França
Os 17 portugueses que esperam em Wuhan pelo regresso só deverão embarcar amanhã. O avião da Hi- Fly aguardava esta sexta-feira autorização para partir de Paris, França, rumo à China. A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, avançou esta sexta-feira que o Hospital Pulido Valente, em Lisboa, e o Hospital Militar, no Porto, serão as unidades onde poderão, de forma voluntária, realizar a quarentena. O vírus infetou mais de dez mil pessoas - 249 morreram na China.

"Epidemia online" e com mortalidade "relativamente baixa"
A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, classificou o surto que surgiu na China e se expandiu à escala global de "epidemia online".

"Estamos a estudar hora a hora. Isto é uma epidemia online", referiu ao que acrescentou: "Até à data, todos os países que receberam casos importados têm conseguido conter os casos. A taxa de mortalidade tem-se mantido relativamente baixa para um vírus novo".

PORMENORES
Máscaras nos portos
A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária alertou que "terão de ser acauteladas as entradas de animais vivos, bens e outros produtos", provenientes de países onde foi detetada a doença, recomendando que os funcionários, que rececionam navios, usem máscaras e luvas.

Primeiro caso em Espanha
O primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus foi esta sexta-feira confirmado em Espanha. Trata-se de um cidadão alemão hospitalizado em La Gomera, Canárias, que estava sob vigilância por ter estado em contacto com um dos infetados na Alemanha,

192 chamadas no SNS24
O serviço SNS24 recebeu, entre 25 e 29 de janeiro, 192 contactos de pessoas à procura de informações ou para tirar dúvidas sobre o novo coronavírus.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)