Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade

Tolentino de Mendonça: “Fui chamado a fazer serviço mais radical”

Tolentino de Mendonça é elevado a cardeal este sábado. Cerimónia realiza-se às 15h00.
Secundino Cunha 4 de Outubro de 2019 às 08:30
D. José Tolentino de Mendonça (ao centro) prepara-se para ser o segundo mais jovem do Colégio de Cardeais
D. Tolentino de Mendonça
Dom José Tolentino de Mendonça é arquivista e bibliotecário da Santa Sé
D. José Tolentino de Mendonça (ao centro) prepara-se para ser o segundo mais jovem do Colégio de Cardeais
D. Tolentino de Mendonça
Dom José Tolentino de Mendonça é arquivista e bibliotecário da Santa Sé
D. José Tolentino de Mendonça (ao centro) prepara-se para ser o segundo mais jovem do Colégio de Cardeais
D. Tolentino de Mendonça
Dom José Tolentino de Mendonça é arquivista e bibliotecário da Santa Sé
A partir de sábado à tarde, Portugal passa a ter, pela primeira vez na sua História, cinco elementos no Colégio Cardinalício, três deles com menos de 80 anos, ou seja, com direito a votar na eleição do próximo líder da Igreja.

Mais: D. Tolentino de Mendonça, com 53 anos, passa a ser o segundo mais jovem dos conselheiros do Papa, a seguir a Dieudonné Nzapalainga, da República Centro-Africana, com 52 anos.

A cerimónia de criação de 13 novos cardeais está marcada para sábado, às 15h00, na catedral de S. Pedro, no Vaticano, e o arcebispo madeirense, que desde junho do ano passado lidera o Arquivo Secreto e a Biblioteca da Santa Sé, será o segundo a receber, das mãos do Papa Francisco, o anel e o barrete cardinalício.

"Fui chamado pelo Santo Padre a fazer um serviço mais radical e assumo esta colaboração com o Santo Padre com uma humildade muito grande", afirmou D. Tolentino ao ‘Vatican News’, no dia em que soube da nomeação pelo Papa.

O mais certo, tal como o Correio da Manhã já noticiou, é que o novo cardeal seja em breve chamado a liderar toda a área cultural do Vaticano, substituindo o cardeal Gianfranco Ravasi no Pontifício Conselho para a Cultura.


Essa é, aliás, a opinião do cardeal D. António Marto. "Certamente transitará para um cargo mais adequado, como o Conselho para a Cultura, colocando no seu desempenho todos os dotes e todas as notáveis qualidades de que é portador", afirmou o bispo de Leiria-Fátima.

Na cerimónia deste sábado estava prevista a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que esta quinta-feira mesmo cancelou a deslocação a Roma, uma vez que participará, precisamente este sábado, em Cascais, nas cerimónias fúnebres de Diogo Freitas do Amaral.

O Consistório de sábado antecede a abertura, domingo, do Sínodo dedicado à Amazónia.

SAIBA MAIS
53
anos é a idade de D. José Tolentino de Mendonça, que passa este sábado a ser o segundo cardeal mais jovem da Igreja.

Padre, poeta e professor
O arcebispo que este sábado se torna cardeal foi, desde a sua ordenação em 1990 até junho do ano passado, padre, professor universitário e poeta.

Prémios e comendas
Tolentino de Mendonça já foi agraciado com seis prémios de poesia e com duas comendas: Ordem do Infante D. Henrique e de Santiago e Espada.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)