Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Tudo o que se sabe sobre a greve dos motoristas

Greve começou a 12 de agosto. Ainda não há data para terminar e já há postos sem combustível.
Correio da Manhã 9 de Agosto de 2019 às 19:01
O Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e o Sindicato Independente de Motoristas de Mercadorias (SIMM) entregaram a 15 de julho um pré-aviso de greve com início a 12 de agosto e a prolongar-se por tempo indeterminado.

O Governo declarou esta sexta-feira que o País entrava em crise energética às 23h59.

Nos últimos dias, os postos de abastecimento de norte a sul do País estão com uma grande afluência. São longas filas nos acessos às gasolineiras para garantir um depósito cheio.

Esta quinta-feira duas gasolineiras de Setúbal ficaram esgotadas devido à corrida aos combustíveis. O mesmo aconteceu em Peniche, nas Caldas da Rainha e em outros pontos mais movimentados do País.

Há ainda registo de várias discussões e confrontos durante a espera para atestar os carros.

Porque é que há greve?
O vice-presidente e advogado do SNMMP, Pedro Pardal Henriques, anunciou que iam avançar para uma greve visto que a ANTRAM não pretendia "cumprir aquilo a que se comprometeu com os motoristas". Recorde-se que foram assinados dois acordos em maio que levaram os sindicatos a desconvocar a greve marcada para aquela altura.

O que reivindicam os motoristas?
- Aumento no salário-base para mil euros até 2025;

- Aumento do subsidio de risco. Pela perigosidade da profissão que exercem, estes profissionais com certificado de matérias perigosas, pedem um aumento do subsidio que atualmente é de 7,5 euros por dia;

- Alteração do contrato coletivo de trabalho. Os motoristas pretendem alteração de regras no que diz respeito ao salário noturno e ao trabalho extraordinário;

- Criação de uma categoria profissional própria. Só existe a categoria "Motorista de pesados", não existe uma diferenciadora para quem transporta materiais perigosos.

Quanto é que posso abastecer?
O Governo impôs esta sexta-feira um novo limite ao abastecimento de combustível: 25 litros de combustível em veículos ligeiros a partir do dia 11 de agosto e os 15 litros, já conhecidos, nos postos de emergência. Os veículos pesados podem abastecer no máximo 100 litros nos postos que não pertencem à Rede de Emergência de Postos de Abastecimento.

Onde estão os postos de emergência para abastecer na crise dos combustíveis?
Só nos postos que integram a Rede Estratégica de Postos de Abastecimento (REPA) é garantido que não vai faltar combustível durante a greve de dia 12.

MAPA INTERATIVO | Saiba onde estão os postos de emergência para abastecer na greve dos motoristas

Como posso transportar combustíveis em segurança?
Os recipientes para o transporte têm de ser homologados para o efeito e quem os transporta deve ter em atenção:

- Devem ser fixos de modo a que em caso de acidente não sejam projetados;

- Devem ainda ter tampa vedada e transportada voltada para cima de forma a evitar o gotejo ou derrame;

- Não devem estar expostos ao sol ou temperaturas elevadas e de preferência devem ser tapados com lençol isotérmico com a face prateada voltada para o sol de modo a refletir a radiação solar;

Como posso poupar combustível?
- Opte por abastecer o carro pela manhã, uma vez que a densidade da gasolina é menor e, por isso, gasta menos combustível na utilização da viatura;

- Não abuse no ar condicionado (AC), que também gasta combustível. Opte, sempre que possível, por abrir as janelas para fazer circular o ar. Evite estar constantemente a ligar e a desligar o AC, pois neste caso vai gastar ainda mais;

- Modere a velocidade. O estilo de condução influencia (e muito!) os consumos de combustível. Tente manter uma velocidade estável e utilizar bem a caixa de velocidades. Adopte uma condução defensiva;

- Pneus com a pressão correcta. Esta é outra dica simples mas que pode ter um impacto considerável nos consumos do seu automóvel. Esteja atento à pressão dos pneus e certifique-se que estão entre os valores recomendados para o seu automóvel;

- Não deixe que o depósito fique a menos de metade. Nem sempre é fácil cumprir, mas a verdade é que menos combustível no depósito significa mais ar;

- Não perca tempo à procura do melhor lugar. Se vir um lugar, estacione. Andar às voltas à procura de um lugar de estacionamento melhor ou mais próximo do local onde precisa de ir vai fazê-lo gastar combustível;

- Faça contas e compare preços.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)