Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Utentes dos lares de Moura voltam a ter visitas na segunda-feira

Concelho alentejano contabiliza 24 casos ativos de Covid-19.
Lusa 16 de Agosto de 2020 às 13:25
idosos
idosos FOTO: Getty Images
As visitas aos utentes dos lares do concelho alentejano de Moura, que conta atualmente com 24 casos ativos de covid-19, vão ser retomadas a partir de segunda-feira, informou este domingo o Serviço Municipal de Proteção Civil.

A decisão foi tomada numa reunião com as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), realizada este fim de semana, após análise da evolução do número de casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 na região do Alentejo e, em especial, no concelho de Moura, distrito de Beja.

As visitas aos utentes dos lares estavam suspensas desde o dia 04 de julho, devido à situação epidemiológica na zona, com registo de dezenas de casos positivos, e como forma de "salvaguardar a segurança e saúde da população mais vulnerável" à covid-19.

Este concelho do Baixo Alentejo conta atualmente com 24 casos ativos de covid-19, sendo quatro em Moura, quatro em Amareleja e 16 em Póvoa de São Miguel, segundo informou o município, no sábado à noite.

Uma nota da autarquia indicou que foi confirmado, este sábado, um novo caso na cidade de Moura, enquanto na Póvoa de São Miguel mais uma pessoa foi dada como recuperada.

Na semana passada, foi dado como controlado o surto registado na aldeia da Póvoa de São Miguel, que infetou, no total, 31 pessoas, uma das quais morreu, disse à Lusa, na sexta-feira, o coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil, Diogo Saraiva.

O responsável lembrou que, do total de 31 pessoas infetadas pela doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 na freguesia da Póvoa de São Miguel, cujos primeiros casos surgiram a meio de julho, "tem vindo a aumentar o número de pessoas recuperadas".

Portugal contabiliza pelo menos 1.775 mortos associados à covid-19 em 53.981 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Ver comentários