Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Vaticano suspende padre chileno por alegados abusos sexuais

Acusação contra o padre Ramon Iturra foi considerada credível.
Lusa 7 de Junho de 2018 às 05:38
Papa Francisco no Vaticano, em março de 2018
Papa Francisco no Vaticano, em março de 2018
O Papa chegou ao Peru, após uma visita ao Chile, que ficou marcada por protestos violentos contra a pedofilia na Igreja
Papa Francisco no Vaticano, em março de 2018
Papa Francisco no Vaticano, em março de 2018
O Papa chegou ao Peru, após uma visita ao Chile, que ficou marcada por protestos violentos contra a pedofilia na Igreja
Papa Francisco no Vaticano, em março de 2018
Papa Francisco no Vaticano, em março de 2018
O Papa chegou ao Peru, após uma visita ao Chile, que ficou marcada por protestos violentos contra a pedofilia na Igreja

Um sacerdote chileno da cidade de Constitucion (sul) foi suspenso na quarta-feira pelo Vaticano depois de ser acusado de pedofilia no ano passado, informou a Igreja católica.

O Vaticano considerou a acusação contra o padre Ramon Iturra credível e "por precaução" proibiu o sacerdote de exercer até ser conhecida uma decisão final, indicou, em comunicado, a diocese de Linares, a cerca de 300 quilómetros a sul de Santiago do Chile.

Em junho de 2017, Cristian Alcaino apresentou queixa contra o padre Ramon Iturra por alegados abusos sexuais ocorridos em 1987, quando Alcaino tinha 11 anos.

Cristian Alcaino Ramon Iturra Constitucion sacerdote chileno Vaticano Igreja Santiago do Chile religião Linares
Ver comentários