Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Vila Nova de Gaia testa professores e funcionários de escolas para aulas do 11º e 12.º anos

Eduardo Vítor Rodrigues estima que serão feitos cerca de 400 testes.
Lusa 4 de Maio de 2020 às 19:20
Câmara de Vila Nova de Gaia
Câmara de Vila Nova de Gaia FOTO: Paulo Duarte/Jornal de Negócios
A Câmara de Vila Nova de Gaia vai realizar testes a professores e funcionários das escolas que terão de reabrir a 18 de maio para aulas presenciais do 11.º e 12.º anos de escolaridade, indicou esta segunda-feira o presidente.

Eduardo Vítor Rodrigues estima que serão feitos cerca de 400 testes, número calculado em função do número de funcionários e professores necessários para a reabertura das escolas.

Quanto a alunos, a decisão sobre se serão testados ou não à covid-19 será tomada após uma reunião com os agrupamentos de escolas agendada para quarta-feira e, garantiu o autarca, "terá em conta a opinião e autorização dos encarregados de educação".

O presidente da Câmara de Vila Nova de Gaia falava aos jornalistas no final de uma reunião de câmara que decorreu por videoconferência devido à atual crise pandémica, na qual revelou fez um ponto de situação aos "mais de 2.000 testes" feitos em lares a utentes, funcionários e dirigentes.

Os testes revelaram cerca de 100 resultados positivos, sendo que os "casos mais complicados" que constituirão "focos, mas estão atualmente controlados", disse o autarca, são o do Lar de Santa Isabel, em Mafamude, com 51 casos e o do Centro Social de Oliveira do Douro com 56.

O concelho de Vila Nova de Gaia tem no total 59 lares públicos e privados.

Hoje Eduardo Vítor Rodrigues também fez um ponto de situação sobre as medidas em matéria de empréstimo e distribuição de material informático para apoio aos alunos atualmente em telescola.

De acordo com o autarca, "foram ou estão a ser distribuídos" 400 computadores, 200 equipamentos de acesso à Internet e 1.000 'tablets'.

E numa altura em que o país começou o desconfinamento com a passagem do estado de emergência para o estado de calamidade e com a reabertura de vários serviços e comércio, Eduardo Vítor Rodrigues indicou, aos jornalistas, que sobre as grandes superfícies - GaiaShopping, Arrabida Shopping e El Corte Inglês - está "em reuniões" para perceber de forma "clara" o que pretendem fazer em matéria de medidas de prevenção se não prefere, disse, "ser conservador e adiar a reabertura".

Recorde-se que nesta matéria o plano do Governo indica que as grandes superfícies podem reabrir dia 18 de maio por decisão das autarquias ou só a partir de 01 de junho.

Quanto às feiras e mercados municipais, a Câmara de Vila Nova de Gaia vai permitir a reabertura entre 11 e 18 de maio.

"A dos [feira] Carvalhos por exemplo será, à partida, fácil de gerir porque fica entre prédios, conseguiremos criar portões de entrada e de saída para vigilância e controlo do número de pessoas", disse o autarca.

O Parque da Lavandeira será, por sua vez, o primeiro parque público a abrir em Gaia e no dia 11 de maio, mas com lotação máxima de 400 pessoas e obrigatoriedade de uso de máscara, enquanto o Parque Biológico permanecerá fechado uma vez que está a acolher o "Hotel Positivo" na sua hospedaria, ou seja doentes covid-19 sem necessidade de internamento, mas também sem condições de fazer isolamento nas suas casas.

Piscinas, pavilhões e parques infantis permanecerão fechados com Eduardo Vítor Rodrigues a aproveitar para fazer um esclarecimento aos clubes de formação do concelho: "Percebo que nos peçam as instalações e queiram voltar ao ativo, mas de que vale a pena as escolas estarem fechadas e famílias, crianças e jovens estarem a fazer um esforço tão grande e depois existir essa urgência no regresso aos treinos", disse.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 247 mil mortos e infetou mais de 3,5 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Em Portugal, morreram 1.063 pessoas das 25.524 confirmadas como infetadas, e há 1.712 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Ver comentários