Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Vinho do Porto e arte rupestre estão em risco

Mudanças no clima levantam perigos para vinha e outras produções do vale do Douro.
João Saramago 6 de Outubro de 2019 às 08:41
Vales do Douro e do Coa estão expostos a extremos climáticos que levantam preocupação junto dos cientistas
Copo de vinho
Vales do Douro e do Coa estão expostos a extremos climáticos que levantam preocupação junto dos cientistas
Copo de vinho
Vales do Douro e do Coa estão expostos a extremos climáticos que levantam preocupação junto dos cientistas
Copo de vinho
As alterações climáticas representam uma ameaça para o património existente nos vales dos rios Douro e Coa. Em risco, estão o vinho do Porto e as pinturas rupestres, alertam os cientistas.

"Os extremos climáticos são a nossa grande preocupação, já que podem colocar em risco as culturas deste território e, neste caso, a vinha e outras produções", disse o investigador Pedro Matos Soares, da Universidade de Lisboa, no decurso do seminário Territórios UNESCO e Alterações Climáticas: desafios e soluções.

Por sua vez, Esmeralda Paupério, docente da Universidade do Porto, sublinhou os perigos do combate a incêndios florestais utilizando meios aéreos, por haver a possibilidade de partir (fraturar) as rochas onde está representada a "arte do Coa", através do chamado "choque térmico".

A investigadora acrescentou que "outra das situações, com as mudanças do clima, são as chuvas fortes que podem destruir os terraços do Douro e fundações de estruturas, com a subida da água dos rios, e provocar danos na paisagem".

A tecnologia de ponta é usada no registo de monumentos e sítios para memória futura, para que sejam lembrados em caso de incidentes geológicos e climatéricos, diz o investigador Renato Henriques, da Universidade do Minho. O seminário decorreu no Museu do Coa, em Vila Nova de Foz Coa, e resultou de um parceria entre a UNESCO e a Fundação Coa Parque.

PORMENORES
Mais antiga do Mundo
Com 263 anos, o Douro é a mais antiga região vinícola demarcada e regulamentada do Mundo. Em 2001 foi inscrita na lista do Património Mundial da Humanidade da UNESCO. São 24 600 hectares ao longo do rio, nos quais se produz os vinhos do Porto e do Douro.

Património da Humanidade
O vale do Coa tem mais de mil manifestações rupestres em 80 sítios. O Parque Arqueológico do Vale do Coa foi criado em 1996. Classificado monumento nacional em 1997, foi inscrito na lista de Património da Humanidade da UNESCO em 1998.
Ver comentários