terror armas islâmicos legitimadade ações