questões sociais estudo tempo superfícies coronavírus