porto de Beirute Líbano Cruz Vermelha questões sociais mortos feridos explosões beirute