Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
5

Exército dos Estados Unidos está a testar óculos de realidade aumentada em cães

Objetivo passa por "mudar fundamentalmente a forma como os cães militares serão usados no futuro".
Correio da Manhã 12 de Outubro de 2020 às 16:59

Desde que a Google lançou os óculos Glass, em 2013, imensas empresas de tecnologia começaram a trabalhar no desenvolvimento de óculos de realidade aumentada. Esta tecnologia rapidamente foi aplicada a várias áreas, entre elas a dos videojogos, mas o exército norte-americano acaba de descobrir uma utilidade que muitos de nós nem sequer imaginava possível, já que está a testar estes óculos em cães.

De acordo com o exército dos Estados Unidos, o seu departamento de investigação já está há imenso tempo a testar esta ideia e o objetivo passa por "mudar fundamentalmente a forma como os cães militares serão usados no futuro".

A ideia do exército norte-americano passa por equipar os seus cães com uns óculos que lhes possam dar indicações do caminho a seguir e de quando devem parar. Estes óculos inteligentes, que têm por base os óculos Rex Specs já existentes (protegem os olhos dos cães de gases e poeiras), contam ainda com uma câmera integrada que permite que o treinador veja em tempo real o que o cão está a ver.

As indicações que aparecem nos óculos serão dadas por pontos que simulam um ponto laser, algo que já é usado atualmente para guiar cães.

Nesta altura ainda se trata de um protótipo que está a ser desenvolvido por uma empresa privada para o exército norte-americano, pelo que o equipamento ainda é pesado e necessita de vários cabos para funcionar, o que prejudica a mobilidade dos canídeos. Resta agora saber se a ideia se vai tornar realidade e se vamos ter, no futuro, uma espécie de cães-ciborgue.

Estados Unidos Óculos Realidade Aumentada Exército US Army
Ver comentários